A vizinha Gabi

Diego Brígido

Por Diego Brígido

vizinha

 

A vizinha da janela da frente é daquelas cantantes. Mas daquelas que cantam de tudo, o que inclui Padre Marcelo. Ontem foi Mamonas Assassinas, o álbum todo. Quando ela está animada, ninguém fica pra baixo por aqui. Aliás, quase nem tenho ligado o som em casa, pra não ter competição e não parecer um dia de praia no Itararé

Além da cantoria, ela também é uma vizinha que assiste videoaulas do curso de Direito sem fone de ouvido – e por conta disso, eu to quase me formando em advocacia. É daquelas que fala rispidamente com os cachorros e faz ioga na varanda. 

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Papo de Vendedor

Nunca nos falamos, a não ser uma vez em que ela me deu um oi bem animado, quando ambos estávamos limpando as cacas dos cachorros nas varandas. Acenei meio sem jeito, com o pano de chão em uma mão e um saco cheio de bosta na outra. 

Ela, bem mais delicada, apenas dobrava o tapetinho higiênico com micropoças de xixi dos yorkshires. Gabi. Esse é o nome que demos pra ela aqui em casa. E tem o Gui, que é o namorado surfista que aparece de vez em quando, mas que a gente desconfia que banca ela. 

vizinhaPorque, não que eu repare, mas ela está sempre em casa, digamos, meio desocupada. Dá pra ver que ela já maratonou todo acervo da Netflix, porque a varanda dela não tem cortina. Mas, bem, não que eu fique olhando. O sofá é grande, cabe ela, o Gui – quando ele vem, bem esparramados, e os dois cachorrinhos, com todos os brinquedos. 

Tem bom gosto pra decoração a Gabi, a não ser pelas pranchas do Gui, que ficam encostadas na parede bem no meio da sala. Não sei como Pandora e Batuque não derrubam, porque eles correm o dia todo pela casa, com aquelas perninhas curtas e aqueles latidinhos estridentes de yorkshires. Às vezes trocamos olhares quando estamos limpando o guarda-corpo e tenho vontade de dizer pra ela que nossas cadeiras da mesa de jantar são iguais, mas fico pensando que ela pode achar que estou dando em cima dela. 

E não quero confusão com o Gui, principalmente porque se eles brigarem, ela vai ter que trabalhar. Nossa aposta aqui é que ele trabalha em plataforma de petróleo e por isso fica tanto tempo sumido. Já cheguei a pensar que ela podia ser influencer e até tentei encontrá-la no Instagram, mas tem muitas Gabis influencers e nenhuma se parece com ela. Dia desses, bem em meio à pandemia, eles receberam um grupo de amigos em casa e ficaram festejando até tarde. Os pais da Gabi também estavam e aí descobri a quem ela puxou. A mãe dela falava tão alto que tivemos que aumentar o som da TV. 

Poxa, fiquei meio decepcionado, porque juntar esse povo todo em casa, com o risco de o Gui levar Covid pra todo mundo na plataforma, é muita irresponsabilidade. Apesar disso, eles parecem ser legais, mas acho que não têm muito assunto, porque sempre que ele vem, fica jogando videogame enquanto ela faz agachamento. 

Um dia ainda chamo eles pra um vinho, se eles trouxerem aquele patê de queijo da Gabi, que parece ser delicioso.

LEIA TAMBÉM

Diego Brígido
Últimos posts por Diego Brígido (exibir todos)
5 2 votos
Classifique este artigo
Assine
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
Scroll to top
0
Por favor, comente.x
()
x