Autoestima você sabe o que é? E como anda a sua?

autoestima


Vou encerrar esse mês da mulher falando sobre um assunto muito importante e muito comentado também: Autoestima. Por que é importante? Porque nos dá mais confiança para acreditar em nós mesmas, realizar nossos sonhos, nos impor diante da vida.

Qual foi a última vez que você se olhou no espelho e viu a mulher que gostaria de ser? Aquele sorriso lindo, cheio de confiança? Já parou para se observar e ver como está se sentindo de verdade?

Quando estamos confiantes acreditando em nós enfrentamos o que vier pela frente. Mas claro que também temos dias não tão bons assim, dias em que não estamos nos sentindo bonitas nem tão pouco confiantes….

Mas claro que não precisamos ser sempre 08 ou 80, podemos manter tudo sob controle, o importante é percebermos quando é o momento de parar, se reorganizar e por tudo nos eixos novamente.

Como sempre faço pesquisei alguns sites sobre esses e outros assuntos interessantes e gostei muito desse que traz alguns pilares da autoestima: https://www.vittude.com/blog/atitudes-para-aumentar-autoestima/

Como Melhorar a autoestima?

  • Elimine a culpa

Um dos principais motivos para uma baixa autoestima é o sentimento constante de culpa. Seja por não estar fazendo algo ou por aquilo que foi feito, é muito comum segurarmos a sensação de que somos culpados pela vida que estamos levando.

Contudo, procure eliminar esse sentimento, abraçando cada vez mais a leveza de sermos seres livres e que, se estamos agindo de forma danosa para nós ou para o outro, a oportunidade de mudança está presente a cada novo segundo.

2. Não se compare com os outros

O mundo em que vivemos é sustentado pela competitividade. Isso nos faz acreditar que nosso próprio sucesso pessoal ou profissional só será alcançado quando superarmos o de outras pessoas. Deixe as comparações todas de lado.

Dessa forma, cada ser é tão único, complexo, cheio de experiências, dores e felicidades como você. A alegria de uma pessoa não é a mesma da outra, assim como o sofrimento. Quando se trata da vida, não existe base de comparação: faça o que te faz bem.

3. Não generalize suas experiências

Não é porque você cometeu um erro no passado que agora irá cometê-lo novamente. Os conceitos que criaram para nós ou que nós mesmos criamos não podem nos aprisionar. Assim, podemos nos movimentar o tempo todo e visualizar as situações dessa forma ajuda para que esse movimento se torne mais natural, mais leve.

PUBLICIDADE | ANUNCIE

PUBLICIDADE | ANUNCIE

4. Confie em si mesmo

Não espere que os outros te deem a motivação necessária para agir. Ou seja, encontre forças em si para confiar nos seus movimentos e levar sua vida para onde você deseja. Assim, é muito mais fácil conseguir alcançar seus objetivos quando sua mente já está inclinada em acreditar no seu sucesso.

5. Seja mais compassivo com seus erros

Não foi dessa vez? Não deixe que um erro cometido seja razão para que você desanime. Assim, se você consegue perdoar os outros, precisa conseguir perdoar a si mesmo também. Desenvolver um olhar compassivo para suas atitudes vai te fazer viver melhor.

6. Entenda o que funciona para você

O que te faz se sentir mais autoconfiante é praticar um exercício? Aprender algo novo? Fazer alguma atividade em que você já tem domínio? Ter um contato mais próximo com uma comunidade? Praticar a solidariedade? Assim, encontre o que funciona para a sua situação e volte a isso sempre que sentir sua autoestima diminuindo.

7. Seja sincero consigo mesmo

Da mesma forma que mentir para os outros é prejudicial, mentir para nós mesmos também nos faz cair em situações danosas. Por isso, seja sincero com suas dificuldades e facilidades.

Assim, abrace suas fraquezas e suas forças, alimentando o equilíbrio da mente com relação à cada uma delas, sem se entregar ao narcisismo e sem se abalar pela autocrítica excessiva.

8. Comece a agradecer

Ser grato tem a força de cultivar melhores experiências. Quando notamos todo o bem que há ao nosso redor, especialmente o bem que há dentro de nós e nas ações que fazemos no mundo, somos mais felizes e conseguimos nos impulsionar para melhores atitudes.

9. Comemore suas vitórias

Certamente sua vida não foi só feita a partir de erros. Só o fato de você existir e estar vivo já é uma vitória para ser comemorada. Faça com que cada novo objetivo alcançado seja um impulso positivo e contente, que te leve em direção de seu equilíbrio físico e mental.

10. Viva no presente

O mais importante ato de crescimento da autoestima é viver no agora. Não importa o que já foi feito ou o que irá acontecer, o que você pode fazer neste momento para ser mais confiante e se alegrar mais por seu próprio ser? Viver no presente é o melhor presente que você pode dar a si.

A autoestima é como uma flor que precisa ser regada. Depois que você começa a fornecer água, ela cresce e se espalha por toda a sua vida de forma positiva. Comece a alimentar esse cuidado de si e perceba como tudo fica mais simples e bonito.

No mais tenho minhas dicas aqui bem preciosas para compartilhar:

Viva a vida com leveza: Não deu para terminar tudo? Deixe para amanhã, afinal de contas o mundo não vai parar se você deixar algo para depois. Na realidade ninguém vai nem perceber;

Não precisamos provar nada para os outros: basta só a gente saber do que somos capazes;

Priorize-se sempre: quando começamos a fazer isso tudo flui melhor e sabe por quê? Porque estamos bem, felizes, e sabemos que estamos em primeiro lugar na nossa lista de prioridades e não podia ser diferente não é mesmo?

Tire um tempo só para você: faça uma massagem, vá ao cinema, tome um drink, mas faça por você e se não quiser fazer nada: simplesmente não faça, é isso….

Uma ótima semana para todos!

Grande abraço 😊

Selma Cabral

LEIA TAMBÉM
0 0 votos
Classifique este artigo
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
Scroll to top
0
Eu quero saber a sua opinião. Comenta aqui em baixo e vamos discutir esse assunto!!x
()
x