fbpx

Benefícios dos exercícios físicos para a saúde mental

Tabata Rubbo

Por Tabata Rubbo

saúde


Cada dia mais temos escutado, convivido ou até mesmo vivenciado a depressão, ansiedade e outros transtornos e patologias mentais. Estudos recentes apontam que o Brasil lidera os casos de depressão na quarentena, segundo levantamento da Universidade de São Paulo (USP). 

Já a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) relata que houve um aumento de 90% dos casos de depressão, e que dobraram os de ansiedade e estresse agudo. Os dados da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) indicam que, de maio a julho de 2020, subiram em 80% os casos de indivíduos com ansiedade. 

Estes mesmos estudos mostram que houve um grande aumento no consumo de álcool, cigarro e comida ultraprocessada, bem como a diminuição da prática de exercícios físicos, sono de qualidade e boa alimentação. 

Mesmo com tantas pessoas buscando e tendo acesso aos treinos em casa, ou com a reabertura de academias e locais para treinos e atividades ao ar livre, a grande maioria ainda não reconhece a real importância dos hábitos saudáveis para a saúde e qualidade de vida. 

Por isso, acho necessário falar um pouquinho sobre os benefícios da prática regular de exercícios físicos e sua relação com a saúde mental.

Os exercícios físicos reduzem o cortisol, hormônio relacionado ao estresse, e ainda impulsionam a serotonina, dopamina e endorfina, reguladores do humor e bem-estar. Durante a prática acontece também a liberação da irisina, que entre suas funções está a potencial propriedade anti-inflamatória, e tem sido estudado que esse hormônio pode ter efeito terapêutico em casos de covid. 

Oxitocina, conhecida como hormônio do amor, também é aumentada com a prática de exercícios, e ajuda ainda a reduzir a pressão arterial, os níveis de cortisol, a ansiedade, aumenta o limiar da dor e estimula diversos tipos de interação social. 

Apenas com essas informações acredito que você já consegue notar quanto os exercícios podem ser eficientes para diminuir crises de ansiedade, de pânico e melhorar nosso humor. 

Alguns médicos indicam a prática de exercícios físicos como estratégia principal de tratamento quando o paciente é resistente ao uso de medicamentos, por exemplo.

Procure sempre orientação médica e tenha certeza que os exercícios físicos serão sempre aliados nessa luta! 

Algumas orientações importantes para ter sucesso e resultados positivos com os exercícios físicos pensando na saúde mental: 

  • Procure um profissional qualificado, com quem você se identifique e se sinta bem. Esse profissional deve sempre respeitar seus limites, te estimular a traçar metas coerentes para, juntos, encontrarem o tipo de atividade que você mais gosta. 
  • Os 150 minutos indicados para prática semanal, recomendados pela Organização Mundial de Saúde (OMS), podem inicialmente ser muito, dependendo da patologia psíquica. 
  • É necessário que haja escuta e flexibilidade do profissional, para que seja uma prática prazerosa e não estressante. Exercícios inadequados podem levar a oscilações de humor e até mesmo ao overtraining. 
  • Iniciar com treinos de 45 a 60 minutos, três vezes por semana, irá trazer os benefícios desejados. Eu já comecei com algumas alunas que se enquadram nesse assunto, com duas vezes na semana, e evoluímos para três, posteriormente.
  • Exercícios aeróbios são os mais indicados, não se deve deixar de lado os resistidos, mas esses devem ser priorizados. 
  • Correr e andar de bicicleta são bons exemplos e ainda estimulam a alegria.
  • Os alongamentos devem fazer parte do protocolo de treinos e irão auxiliar trazendo sensação de bem-estar, segurança, calma e confiança. 
  • Exercícios em grupo também são recomendados, pois irão favorecer a interação social, mas é importante que o profissional veja cada um como um ser único. 
  • Alguns dados sugerem que existem melhoras nos sintomas de depressão, por exemplo, cerca de quatro semanas após o início dos treinos. Para maior efeito antidepressivo, alguns pesquisadores recomendam pelo menos 10 a 12 semanas. 

saúde

Se você está passando por isso, alguém da sua família ou um amigo, procure ajuda, não se feche, vá ao médico e também encontre um profissional de Educação Física. Converse com ele para, juntos, encontrarem o melhor caminho. 

Não encare os exercícios físicos apenas como um tratamento, pois eles vão muito além: trarão prevenção, saúde e qualidade de vida! Desejo de coração que isso se torne um hábito na sua rotina também e que sua vida tenha mais saúde e qualidade!

LEIA TAMBÉM

Tabata Rubbo
Últimos posts por Tabata Rubbo (exibir todos)
0 0 vote
Classifique este artigo
Assine
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
Scroll to top
0
Eu quero saber a sua opinião. Comenta aqui em baixo e vamos discutir esse assunto!!x
()
x