fbpx

Café, boletos e pagode: eu sou uma cringe feliz!

Fabiana Honorato

Por Fabiana Honorato

cringe
Divulgação

Não é segredo pra ninguém que eu amo Friends, especialmente tomando um belo café da manhã, completão. Minha roupa de batalha pra pagar os boletos é um jeans skinny, sem esquecer da sapatilha de bico redondo e o cabelo, óbvio, dividido pro lado.

Segundo a nova treta da internet, eu sou cringe, ou seja, faço coisas fora da moda, ultrapassadas, tipo vergonha alheia mesmo. Mas, nem millennial (nascidos entre os anos 80 e 90) ou da geração Z (nascidos a partir de 1996) eu sou, minha gente!

Se você – como eu – não estava sabendo dessa guerra geracional, trago verdades: eu adoro ser cringe! E pra apimentar mais essa trend, vou citar algumas coisas que os novinhos rotulam como cafona, mas eu adooooooooro!

Quem é da geração X (nascidos entre 1965 e 1980), como eu, e não cantou uma música do Raça Negra nem merece o rótulo de cringe. O famoso “Didididiê” é um verdadeiro mantra da era de ouro do pagode. E se você ouvir Raça Negra tomando um litrão, eu entendo que não é fácil segurar essa barra que é ser cringe!

Ainda falando em música, dá uma olhada na suas playlists. Se tiver algum hit do Guns N’ Roses, Bon Jovi ou Legião Urbana, para a galerinha jovial você é muito demodê! Só pra usar um termo cringe mesmo, rsrsrsrs (sim, usar ’rs’ também é muito cringe).

cringe

Parece que ter alugado filmes em uma locadora faz de mim uma vergonha alheia. Bem, trago verdades: não só alugava, como trocava entre as amigas, pra economizar na diversão do final de semana. Tá passada?!

E já que estamos falando de filmes, que tal você rever Indiana Jones, Lagoa Azul, Uma linda mulher ou o Rei Leão? Aliás, os novinhos acham filmes da Disney constrangedores, ou seja, cringe. Eles vão sair do meu lado se souberam que assisti Vida de Inseto, Pocahontas e o clássico Fantasia… e amei!

cringe
Copyright Paramount Pictures

Ah, eu não perdia a novelinha da dupla Sandy e Junior, que passava domingo de manhã na TV Globo. Já era até macaca velha, mas pra quem cantava esse Turu Turu no meu peito, a série era pura diversão!

cringe
Copyright Worldvision Enterprises Inc.
cringe
Copyright Worldvision Enterprises Inc.

Agora, se você via religiosamente Barrados no Baile (Beverly Hills 90210, título original), me dá a mão e vamos tomar um café gourmet enquanto nos informamos com o telejornal. Se você ficou com saudade de alguma dessas coisas – ou todas – já fique sabendo que o saudosismo carimba sua carteirinha de cringe convicto(a). 

cringe

Acho que o que mais irrita os novinhos é que ser cringe não é motivo de vergonha pra quem se reconhece assim. É sinônimo de ter sido muito feliz! Afinal, me respeita que eu fiz curso de datilografia, computação e vi a internet nascer, meu bem! A geração X ficava na rua até tarde, não tinha celular, tomava suco de pózinho e assistia aula na escola, PRESENCIALMENTE! 

LEIA TAMBÉM
Fotos colunistas Fabiana Honorato
Últimos posts por Fabiana Honorato (exibir todos)
0 0 vote
Classifique este artigo
Assine
Notificar de
guest
4 Comentários
Mais antigos
Mais novos Mais votados
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
Selma Cabral
3 meses atrás

Hahaha muito bom Fabi!!!!

Fabiana
Fabiana
Responder para  Selma Cabral
3 meses atrás

Sabia que tu ia gostar ahahaha

Marcio Cabral
Marcio Cabral
3 meses atrás

Eu sou cringíssimo!!!

Fabiana
Fabiana
Responder para  Marcio Cabral
2 meses atrás

🤣🤣🤣🤣

Scroll to top
4
0
Eu quero saber a sua opinião. Comenta aqui em baixo e vamos discutir esse assunto!!x
()
x