Compra consciente

Fotos colunistas marcia janz 1

Por Márcia Janz

 

Compra consciente

Olá! Vamos falar sobre compras? Quem não gosta de uma, ou algumas peças novas no closet?

Sapato, então! As mulheres, principalmente, amam um sapatinho novo.

Nos últimos tempos, temos escutado muito sobre o conceito de compra consciente. E nesse ano de 2020, mesmo que forçados, ressignificamos muitas coisas, uma delas foram as compras sem propósito.

Compra conscienteMas, passados os meses de isolamento e com a retomada das nossas atividades “normais”, vem o alerta para esse impulso de comprar. Só uma blusinha, um sapatinho, tá na promoção…

Existem pessoas que precisam comprar alguma coisa quando saem de casa; e há as que vão para o outro extremo, não gostam de comprar nada. Com qual perfil você se identifica?

 Vamos refletir um pouco sobre nossos hábitos de consumo.

Na maioria das vezes, compramos com o emocional. Quando vemos uma peça que nos atrai, nossa mente age como se já possuíssemos, como se a compra já tivesse ocorrido. Só depois vem o racional e começa a falar: será que eu precisava? Nem ficou tão bonito assim…

Compra conscienteUma verdadeira tortura. Então, porque não trazer essa consciência antes?

É uma questão de hábito que, depois de criado, essas compras por impulso vão ficando no passado. Essa consciência faz com que nos tornemos cada vez mais assertivos com o que entra no nosso guarda-roupa e, por consequência, na nossa vida.

Consumir com limites é extremamente saudável e natural. Consumimos água, luz, alimentos e até o ar para vivermos. Mas, a necessidade dos seres humanos vai além. Precisamos também de roupas, sapatos, itens de higiene, eletrodomésticos, eletrônicos, uma lista infinita de necessidades cada vez maiores e criadas justamente para aumentar o consumo. 

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Papo de Vendedor

E aí mora o perigo, porque esse consumo de bens e serviços ocorre de forma descontrolada, afetando o equilíbrio do planeta. Segundo o relatório O ESTADO DO MUNDO, a população mundial já consome 30% a mais do que o planeta consegue repor. Se tiver curiosidade sobre o assunto, visite o site worldometers.

A compra consciente só traz benefícios para nós, para o meio ambiente e para a sociedade em geral. Além de gastar menos, acumulamos menos. Isso gera uma vida mais funcional e menos repleta de contas e de itens inúteis. O meio ambiente agradece, pois diminui a necessidade de exploração de matéria prima e de lixo produzido, lembrando que a reciclagem no Brasil é baixa. Segundo pesquisas, apenas 3% de tudo que usamos é reciclado.

 Então, vamos fazer nossa parte?

Vou deixar aqui seis perguntas pra se fazer antes de comprar:

1- Estou precisando mesmo?

2- Essa peça vai compor com as que eu já tenho?

3 – Amei? (porque só gostar não vale)

4 – Tenho algo parecido?

5 – Posso pagar?

6 – Vou usar e aproveitar muito?

Se precisar de colinha no início, leve. Te garanto que sua forma de comprar vai mudar.

 Deixo aqui uma reflexão (minha):

Será que a felicidade proporcionada pela aquisição de bens não é transitória e acaba por nos colocar em um ciclo vicioso sem fim de compras? Ou nossa felicidade está mais intimamente ligada às relações, aos afetos? Amor, amizade, paz, serenidade etc…

 Abraços e até a próxima!

LEIA TAMBÉM

Marcia Janz
Últimos posts por Marcia Janz (exibir todos)
5 1 vote
Classifique este artigo
Assine
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
Scroll to top
0
Por favor, comente.x
()
x