fbpx

Dicas pra arrasar na noite de queijos e vinhos

Gisela Jansen

Por Gisela Jansen

queijos e vinhos


Que tal uma deliciosa noite de queijos e vinhos para receber os amigos ou para o Dia dos Namorados?

A noite de queijos e vinhos pode ser considerada informal, ideal para um encontro de amigos ou mesmo uma noite romântica. E mesmo na informalidade, é uma noite que tem seu charme e sofisticação.

E uma das grandes vantagens dessa noite é que a anfitriã não precisa ir para a cozinha! 

queijos e vinhos

Então, mesmo que você não domine a arte da culinária, você conseguirá receber os amigos de forma impecável e ganhar muitos elogios. Veja só as dicas para uma noite de queijos e vinho perfeita! 

O que servir?

Queijos e vinhos, o queijo será o centro das atenções! Geralmente, são servidos diversos queijos, pães, patês, frios e algumas frutas. Não há necessidade de servir outros pratos (mas fica a seu critério).

Em uma noite de queijos e vinhos, pode servir um filé ao molho de gorgonzola, por exemplo… Faz bastante sucesso!

Caldos leves também são uma boa opção para um prato quente. E para beber, vinho, água e outras bebidas ao seu gosto. Evite refrigerantes.

queijos e vinhos

Como fazer?

Para definir como preparar uma noite de queijos e vinhos você deve, em primeiro lugar, saber o número de convidados.

A partir daí, vamos definir o tanto de aperitivos a serem oferecidos. Veja a lista abaixo com sugestão de quantidade de queijos, pães e vinhos por pessoa:

Queijos – 250g por pessoa, sem complementos, e 150g com complementos

Pães – 150 g por pessoa

Vinhos – 1 garrafa para cada 2 pessoas (mínimo)

queijos e vinhos

Como escolher os queijos?

Para uma noite em que o queijo é o prato principal, opte por servir de 4 a 6 tipos de queijo diferentes. Veja minha sugestão de queijos para esta noite:

Queijo forte: Gorgonzola e Roquefort

Queijo forte e de textura dura: Parmesão, Grana Padano e Gruyère (tipo suíço)

Queijo firme de sabor suave: Ementhal, Gouda e Reino

Queijo cremoso e suave: Brie, Camembert e Saint Paulin

Escolha um queijo de cada categoria listada acima e, assim, você conseguirá agradar os mais diversos paladares. Evite os usados no dia a dia, como mussarela, prato, minas e outros. Mas leve em consideração também o seu gosto pessoal e dos convidados – importante isso!

Os queijos podem ser comprados na véspera. Sempre observe o prazo de validade e a consistência deles que deve ser elástica ao toque, sem soltar soro.

queijos e vinhos

Para melhor conservação dos queijos, mantenha-os sob refrigeração, com exceção do queijo parmesão (se colocado na geladeira, ele perde o sabor).

Retire os queijos refrigerados uma ou duas horas antes de servi-los para que recuperem a textura e o sabor.

Queijos e Vinho: acompanhamentos

Para acompanhar os queijos, sugiro pães, patês, frios e frutas.

queijos e vinhos

Pães

Além de decorativos, são complementos que combinam perfeitamente com a noite. Sugiro baguetes, pão italiano, pão ciabatta, centeio preto, australiano e pães rústicos. Evitem pães temperados ou com alho, pois interferem no sabor dos queijos.

Os pães, geralmente, eu deixo inteiros em cestas. Assim, cada convidado parte a quantidade que quiser. Deixe uma tábua e uma faca apropriada à disposição na mesa.

Frutas

Cachos de uva e morangos são minhas frutas favoritas para estas recepções, pois são fáceis de consumir. Mas se preferir, e se a quantidade de convidados for grande, faça uma bandeja bem bonita com frutas ao seu gosto. Mas, lembre-se de deixá-las já prontas para o consumo. Você pode também colocar frutas secas, como damascos, tâmaras, figos. Fica uma delícia.

Patês

Como será servido pão, os patês entram para complementar. Escolha 2 ou 3 sabores. Gosto muito de patês de tomate seco, frango, caponata de berinjela,  peito de peru, ervas e pastas de queijo… Escolha o sabor ao seu gosto.

Mel e geleias

Estes itens ficam perfeitos em alguns queijos! Geleia de pimenta e damasco, mel, por exemplo, é uma delícia com queijo brie!

Frios

Salaminhos, presunto parma, lombinho canadense, salame italiano são alguns exemplos de complementos que podem ser utilizados. Não são itens obrigatórios, mas confesso que não consigo imaginar uma noite de queijos e vinhos sem pelo menos um deles!

Aproveite este acompanhamento para fazer uma bela tábua. Deixe seu lado artístico aflorar! A tábua de frios além de saborosa é decorativa.

Queijos e vinhos
Imagem: Diário da Micha

Queijos e vinhos: harmonização

Cada categoria de queijo pede um tipo de vinho. Veja abaixo a relação de queijos com os respectivos vinhos:

Queijos Gorgonzola e Roquefort (queijo forte): vinhos tintos encorpados

Queijos Brie, Camembert e Saint Paulin (queijo cremoso suave): vinhos tintos leves (jovens)

Queijos Ementhal, Gouda e Reino (queijo firme de sabor suave): vinhos tintos leves ou brancos secos

Queijos Parmesão, Grana Padano, Gruyere (queijo forte de textura dura):
vinhos tintos leves ou brancos secos

queijos e vinhos

Vinhos encorpados: Malbec, Cabernet Sauvignon, Shiraz, Merlot

Vinhos leves: Cabernet Franc, Pinot Noir

Sirva os vinhos a uma temperatura entre 15 e 18 graus. Em temperaturas mais baixas, os vinhos perdem o “aroma”.

Abaixo, uma forma bem descontraída de indicar o vinho ideal para cada item da mesa.

queijos e vinhos

Imagem: Tablespoon

Noite Queijos e vinhos: decoração

A decoração para uma noite de queijos e vinhos deve ser aconchegante, mas com um toque informal. Não há necessidade de preparar uma mesa posta com jogo completo de jantar.

A ideia é deixar o convidado bem à vontade. Você pode servir os queijos e complementos na mesa de centro de sua sala de estar, ou, se a quantidade de convidados for grande, na mesa de jantar. 

Mas deixe em um canto da mesa, taças, garfinhos e pratos de sobremesa empilhados para que cada um pegue o seu, bem no estilo de jantar americano. Muitos convidados ficam só beliscando sem sequer usar pratos e talheres.

Mas se for uma noite romântica para um casal, faça uma mesa posta com pratinhos e talheres de sobremesa para facilitar e ainda deixar a mesa mais bonita.

queijos e vinhos

A decoração deve ter o queijo como destaque. Os queijos devem ser colocados em tábuas, em pedaços inteiros, sem embalagens ou rótulos e sem encostar uns nos outros.

queijos e vinhos
Imagem: Mkendall Jones

Coloque cachos de uvas e “bandeirinhas” dos seus países de origem ou mesmo uma tag com os nomes deles. 

queijos e vinhos
Imagem: La Mere

A tábua de frios ou a bandeja de frutas estilizadas ajuda muito a compor a decor da mesa. A cesta de pães pode ser decorada com trigos, fica bem bonito!

E, para completar, flores e castiçais, taças com rolhas e velas dando o toque de aconchego que a noite merece.

queijos e vinhos
Imagem: Lagoas de Papary

Queijos e vinhos: tipos de facas para queijos

Cada queijo deve ter a sua própria faca para servir, para não confundir aromas e sabores. Posicione-a ao lado de cada queijo.

Pouco antes de seus convidados chegarem, corte algumas (poucas!) fatias para que a pessoa fique mais à vontade para comer e tenha uma direção. 

Abaixo, um esquema com alguns queijos e como cortá-los:

queijos e vinhos

Queijos e vinhos: para dois

Uma noite de queijos e vinhos pode se tornar uma noite romântica perfeita! 

Escolha os queijos de sua preferência e prepare a noite, regada a muitas velas e vinho. Mesmo sendo somente para duas pessoas, coloque acompanhamentos como pães e frutas, para variar o sabor.

queijos e vinhos

Queijos e vinhos: sobremesa

A sobremesa para uma noite de queijos e vinhos não é obrigatória. Mas é sempre bom servir um docinho, seja qual for a recepção.

Então, sugiro sobremesas leves, como mousses, torta de limão, creme de papaya com cassis ou mesmo brigadeiros de colher.

Um café para finalizar a noite eu gosto muito.

Conheça curiosidade sobre os queijos finos e seus países de origem

Brie (França): queijo nobre feito de leite de vaca, tem textura macia, massa cremosa e de sabor peculiar.

Camembert (França): era o preferido de Napoleão. Tem a casca fina e aveludada com bolor branco.

Emmenthal (Suiça): é um queijo gorduroso de sabor suave bem adocicado. Possui buracos ou ‘olhos’ do tamanho de azeitonas.

Gorgonzola (Itália): queijo de sabor forte e picante. Pertence à família dos queijos azuis e leva a fama de ser o queijo mais antigo do mundo (há registros de sua fabricação em 879 a.C.)

Gouda (Holanda): é recoberto com uma parafina vermelha, que deve ser descartada na hora de comer. É mais consistente que os outros queijos de buracos.

Grana Padana (Itália): é o queijo italiano mais vendido e consumido na Itália e no mundo. Sua principal característica é o fato de ser granulado e quebrar com facilidade.

Gruyère (Suiça): queijo dos Alpes suíços. Sua crosta exibe rugas, conhecidas como becs, que parecem meio vermelhas por causa do crescimento de microorganismo (nada que impeça de servi-lo com a casca).

Parmesão (Itália): os queijos mais velhos e duros são bons para ralar, enquanto o parmesão mais novo é um excelente queijo de mesa.

Queijo do Reino (Brasil): com seu singular formato de bola, ele era importado pela corte portuguesa no Brasil Colônia. Quando começou a ser fabricado no Brasil, o queijo do reino manteve sua consistência e sabor.

Roquefort (França): originalmente fabricado com leite de ovelha, é um queijo azul com sabor forte, picante e com textura cremosa.

Saint Paulin (França): é um queijo de massa amarela, muito macia, de sabor suave e sem acidez.

queijos e vinhos

Conclusão: noite de queijos e vinhos para momentos especiais

Uma noite de queijos e vinhos, por mais que seja simples, pede etiqueta própria e requer diversos cuidados. Mas tem tudo para ser uma noite descontraída, informal e divertida!

Fonte : Ticinha Medeiros – Blogueira Profissional, fundadora do Portal Esposas Online.

@giselajansenoficial 

Gisela Jansen

LEIA TAMBÉM
Gisela Jansen
Últimos posts por Gisela Jansen (exibir todos)
5 1 vote
Classifique este artigo
Assine
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
Scroll to top
0
Por favor, comente.x
()
x