fbpx

Grécia

Selma Cabral

Por Selma Cabral

Grécia


O legal de escrever sobre viagens é que sempre me traz a sensação de mesmo que sem poder viajar eu conheço um lugar diferente a cada semana, e dá um certo alívio diante de tanta impotência nessa pandemia interminável. A cada pesquisa que faço para escolher sobre qual local vou escrever, eu sempre me pego imaginando que estou lá de verdade (claro que sonho acordada né), enfim, todo esse processo de pesquisa funciona para aliviar o estresse e trazer sempre lugares lindos e diferentes para vocês.

Por isso essa semana resolvi falar de um lugar que ainda não tive oportunidade de conhecer, mas que vou assim que possível porque é um dos meus sonhos (tenho muitos na verdade), a Grécia, especificamente nos meus sonhos a Ilha de Santorini com suas águas azuis lindas e as casas branquinhas sempre fazer a minha imaginação correr solta.

Grécia
Santorini, Grécia
Grécia
Santorini, Grécia

Para mim é a mais linda das ilhas gregas. (na próxima semana falarei especificamente sobre ela).

 

Clique e Assine o 40EMAIS e ganhe acesso completo ao conteúdo exclusivo do Portal, como Workshops e Mentorias, além de muitos descontos em lojas, restaurantes e serviços!

 

Grécia
Atenas, Grécia

A Grécia sob qualquer ângulo que se analise, seu povo e sua cultura, o resultado será um superlativo. Banhado por alguns dos mares mais famosos da Europa e da Ásia – Jônico, Mediterrâneo, Mirtóico e Egeu, entre outros –, pontuados por ilhas fantásticas, é um país de belezas naturais quase incontáveis. O deslumbre invade também o continente, onde as montanhas do Peloponeso, as rochas de Meteora e outros cartões-postais completam o pacote, como as badaladas praias de Mykonos. Descubra os vestígios de Péricles e o apogeu da cultura grega em Atenas, as origens dos Jogos Olímpicos em Olímpia e se encante com as cúpulas azuis e paisagens vertiginosas de Santorini. Encontre as pegadas das antigas civilizações que construíram, ao longo de milênios, um patrimônio arquitetônico, filosófico e cultural cujo valor não pode ser medido. Para conhecer um pouco dessa história não deixe de passar pela Creta dos minotauros e a Delos dos deuses. E os mesmos gregos que há 3 ou 4 mil anos já falavam em democracia e elaboravam uma rica mitologia são os que hoje recebem com seu notório calor os turistas. Para isso não deixe de mergulhar também na apetitosa culinária da península e suas ilhas, que vai da clássica salada horiatiki a incríveis pratos com frutos do mar. Isso tudo é claro arrematado com o azeite de veneráveis oliveiras, o vinho de Baco e um bom cálice do destilado ouzo para brindar.

Grécia
Atenas, Grécia

SUGESTÃO DE ROTEIRO

Um roteiro com os destaques da Grécia pode ser combinado com um pulo até a Turquia ou mesclando bem destinos de continente e insulares. Fora os programas fechados dos cruzeiros, o viajante independente pode fazer um circuito com quatro noites em Atenas, uma em Olímpia e duas ou três na região de Meteora. Daí, siga para Delfos (de passagem por Tebas) e uma semana nas ilhas, incluindo Delos, Mykonos e Santorini. Na “perna” das ilhas, você pode optar por mini-cruzeiros de três a oito noites, passando inclusive pelo litoral turco, com paradas em Éfeso e Kusadasi.

Grécia
Mykonos, Grécia

COMO CHEGAR

Não há voos diretos do Brasil para a Grécia. É preciso fazer uma conexão em alguma capital da Europa. As opções são: Air France (4003-9955, 0800-8889955, www.airfrance.com.br), via Paris; Alitalia (11/2171-7610, www.alitalia.com.br), via Milão; British Airways (4004-4440, 0300-7896140, www.ba.com), via Londres; Ibéria (11/3218-7130, www.iberia.com), via Madri; KLM (4003-1888, 0800-8881888, www.klm.com), via Amsterdã; Swiss (11/3049-2720, www.swiss.com), via Zurique; e TAP (11/2131-1200, 0300-2106060, www.flytap.com.br), via Lisboa.

O aeroporto internacional de Elefetherios Venizelos, em Atenas, fica a 27 quilômetros de distância do centro da cidade. Sua grande vantagem é estar diretamente interligado a uma estação de metrô. O bilhete custa € 6 e leva até o porto de Pireu, a 11 quilômetros do Centro; de ônibus, o percurso sai por € 3,20. De táxi, a corrida custa € 40 em média – tome cuidado, porque alguns motoristas aplicam o golpe de mudar a bandeira do taxímetro no meio da viagem para cobrar mais caro. E ainda se corre o risco de pegar engarrafamentos. Ou seja, prefira o metrô, muito mais conveniente.

COMO CIRCULAR

O transporte aéreo é uma opção interessante para quem quer visitar as ilhas e tem pouco tempo, já que as distâncias entre elas não são nada desprezíveis. As companhias aéreas para voos domésticos são: Olympic Airlines (www.olympicairlines.com), Aegean Airlines (www.aegeanair.com) e Sky Express (www.skyexpress.gr). Quem quiser explorar o país de carro encontra locadoras como Avis (www.avis.com), Hertz (www.hertz.com), Budget (www.budget.com) e Europcar (www.europcar.com) nas principais cidades, aeroportos e também nas ilhas.

Com mais de mil ilhas, a Grécia conta também com uma circulação enorme de barcos, navios, ferryboats e hidrofólios (barcos velozes). Há várias agências, principalmente nos portos, onde é possível consultar os horários e os preços de cada trecho, além de obter informações sobre cruzeiros pelos arquipélagos. Consulte o site gtp.gr e openseas.gr (esse é especialmente útil para achar rapidamente todas as possíveis conexões a partir de uma determinada ilha). Caso você tente comprar o seu bilhete com muita antecedência pelos sites e não encontre barcos disponíveis, é muito provável que os horários ainda não tenham sido publicados. Existem rotas que chegam a lançar seus horários apenas duas ou três semanas antes da partida.

QUANDO IR

GréciaO clima da Grécia varia de acordo com a situação geográfica, ou seja, tudo depende de estar numa região montanhosa ou não, no continente ou nas ilhas — e no caso das ilhas, a localização também conta. Mas, no geral, o inverno é ameno e o verão, quente e seco, com temperaturas altas — em Atenas, elas podem ultrapassar os 40 graus facilmente. O frio do inverno castiga mais montanhosas ou as mais afastadas do mar. Aliás, a neve é comum nas montanhas mais altas, onde há inclusive pistas de esqui. Os meses de julho e agosto reúnem legiões de turistas vindo do mundo inteiro em busca de sol, calor e badalação nas ilhas. Esse movimento provoca um aumento generalizado nos preços de hospedagem, transporte e alimentação. A vantagem é que os transportes aéreos e marítimo aumentam a frequência, mas fica mais difícil encontrar acomodação, já que os estabelecimentos lotam. Para quem gosta de praias sem multidão, o melhor período é de abril a junho e nos meses de setembro e outubro. Para conferir a programação cultural e os festivais, consulte o site www.greekfestival.gr.

Informações ao viajante

Línguas: Grego

Moeda: Euro
Como ligar para o Brasil: 800-16122-054194
Visto: Não é necessário

Embaixada oficial no Brasil:
SES, Qd 805, lote 22, Brasília (DF)
(61) 3443-6573
http://www.emb-grecia.org.br

Fonte: https://viagemeturismo.abril.com.br

Grécia

LEIA TAMBÉM

Selma Cabral
Últimos posts por Selma Cabral (exibir todos)
5 1 vote
Classifique este artigo
Assine
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
Scroll to top
0
Por favor, comente.x
()
x