Mulher e mercado automotivo: uma rima que dá certo

Helena Fraga

Por Helena Fraga

mercado automotivo

Quando eu tinha mais ou menos sete ou oito anos, ao lado de seus sócios, meu pai era “dono” de um posto de gasolina. O estabelecimento ficava bem próximo da minha casa e da escola onde eu estudava; então, eu passava perto dele todos os dias.

Tinha uma cobertura linda feita de metal e ao fundo via-se um pedaço das montanhas. Claro que essa era a imagem de uma garota romântica, mas, o fato é que o posto foi considerado o mais moderno da época e as montanhas – uma visão não tão distante da Serra do Mar – continuam circundando toda a nossa região da Baixada Santista.

Não entendia muito bem aquele mundo e o mais curioso é que eu sempre passava mal com o cheiro da gasolina, mas, havia um desejo de trabalhar lá quando crescesse. Vontade essa que foi mais aguçada quando a companhia de petróleo que dava nome à bandeira do local trouxe um robô…

Imagina uma criança da década de 60 em contato com um robô? Não éramos como hoje e, ao mesmo tempo, a notícia mais fantástica era a ida do homem à Lua…

 

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Papo de Vendedor

O fato é que os anos passaram, mas, a vontade não. Estudei magistério no Colégio São José e cheguei a ser professora por quase dois anos, mas, realmente não era o que eu queria. Cursei jornalismo, como já contei, e tampouco era o que eu queria ser.

Porém, o destino é feito de acasos e “desacasos”… Eu fiquei desempregada, meu pai precisava de um funcionário e lá fui eu trabalhar na recém inaugurada loja de autopeças do posto de gasolina.

Até aquele momento eu era uma jovem que conseguiu realizar seu primeiro sonho e tinha como professora outra moça – por sinal, minha xará – que me ensinava pacientemente tudo o que sabia de automóveis e seus componentes.

Naquele agosto de 1981, eu coloquei a “mão na graxa” e, como se fala no setor, nunca mais tirei. São quase quarenta anos num mundo essencialmente masculino, abrindo espaço e precisando mostrar todos os dias com capacidade que nos tornamos melhores.

Se ainda hoje há um imenso preconceito, na década de 80 contavam-se nos dedos as mulheres que conheciam de velas, platinados, baterias, lâmpadas e uma infinidade de micro componentes que iam dentro de um carburador; sim, os automóveis tinham carburadores à injeção eletrônica e todos os componentes de última geração tiveram início há cerca de quinze ou vinte anos. 

mercado automotivo

Em 1989, outra mudança na vida familiar tornou-me, ao lado de meu pai e de meu irmão, proprietária da loja. Foi quando meus maiores desafios e aprendizados tiveram seu início.

Eu deixei de ser apenas uma balconista para arcar com a responsabilidade de comprar, vender, cuidar da motivação dos funcionários e, de quebra, aprender tudo o que me foi possível sobre tecnologia e sistemas de informação, para administrar ao lado deles uma loja com mil metros quadrados, noventa mil cadastros de produtos, quase cem funcionários e vários departamentos. Nunca foi fácil, pois empreender não é fácil, mas, é gostoso. É desafiador. Tem aquele sabor de “preciso me atualizar todos os dias”. Quais são as novidades do mercado? Qual o novo automóvel ou motocicleta que será criado? O carro elétrico é uma tendência? Enfim, questionamentos próprios de quem brinca falando “existe poesia em uma Ferrari”.

Atualmente, ainda há poucas mulheres trabalhando na área, mas, se comparado às décadas passadas, esse número aumentou muito. Na verdade, foi o público feminino que mudou “a cara” do segmento. Hoje somos maioria em quase tudo e os automóveis são pensados para nós. Acessórios e componentes foram sendo agregados ao longo dos anos para melhorar a vida das mulheres que cuidam dos filhos, trabalham, provêm a casa, estudam e participam ativamente do mundo moderno.

Consigo resumir o sentimento de trabalhar em um universo que foi essencialmente masculino como o desafio que me tornou mais capacitada para compreender a vida e lutar por ser um pouco melhor dia a dia.

LEIA TAMBÉM

Helena Fraga
Últimos posts por Helena Fraga (exibir todos)
5 1 vote
Classifique este artigo
Assine
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
Scroll to top
0
Por favor, comente.x
()
x