fbpx

Paris

Selma Cabral

Por Selma Cabral

paris


Paris Vibrante, charmosa, romântica, divertida, além de berço da cultura e da arte, a Cidade Luz, como é chamada, possui uma infindável lista de qualidades.

Quem não ama Paris? A cidade mais desejada, romântica e perfeita para os apaixonados!!

É impossível não se render aos seus encantos, a bela capital francesa é destino turístico frequentado por milhões de pessoas todos os anos.

E ainda será sede da próxima Olimpíada. E quem está pensando em ir até lá, e sim me incluo nessa, saiba que dá tempo para se planejar e conseguir aproveitar. Tudo é uma questão de organização, aliás como tudo na vida né minha gente!

A Cidade Luz é capaz de surpreender sempre, seja o visitante um habitué local (viajante frequente) ou quem chega pela primeira vez. Uma metrópole repleta de opções para todos os tipos de público, riquíssima em história e cultura, bairros vibrantes, cartões-postais mundialmente conhecidos, bons restaurantes, centros de compras e muito mais.

Pensando naqueles que já estão de passagens compradas, elaboramos uma lista de pontos turísticos cheia de dicas importantes. Aqui você encontra museus como o louvre, onde está a famosa Monalisa e o Orsay, instalado em uma antiga estação de trens, onde estão o Autorretrato, de Van Gogh, e as Coquelicots, de Claude Monet.

paris

Monumentos também estão por todos os lados nesta que é uma das cidades mais visitadas do mundo. A bela Torre Eiffel impressiona a qualquer hora do dia e não menos imponente é, ainda, o Arco do Triunfo, que fica a poucos passos da Avenida Champs Elysées, outro endereço que não pode passar despercebido para compras ou apenas para uma boa caminhada.

Bairros

O turismo nos bairros parisienses não pode ficar de fora de um bom roteiro, entre eles o Marais, também conhecido como “território dos artistas”. Lá o visitante encontrará uma porção de bares e restaurantes, cafés com mesas nas ruas, butiques vintage, museus e galerias de arte, sendo a Rue des Rosiers e a Rue des Ecouffes alguns dos destaques.

Já Montparnasse é excelente para caminhadas ou apenas para sentar-se em um café e observar o vaivém nas ruas. Aos domingos, a Place Fernand Mourlot tem uma feirinha de arte muito interessante; na Rue du Montparnasse, que fica bem próxima da praça e do cemitério, você encontra uma variedade enorme de creperias, entre elas, a Josselin.

Endereço da Universidade Paris-Sorbonne, o Bairro Latino (Quartier Latin) recebeu esse nome devido ao idioma falado pelos estudantes universitários. Uma excelente área para caminhar sem pressa, com uma grande quantidade de cinemas, bares e restaurantes. Ah, se o dinheiro estiver curto, o Quartier Latin reserva uma série de opções de estabelecimentos onde é possível comer bem e pagar barato.

Informações Gerais

Apesar de gigantesca, Paris é uma cidade perfeita para fazer caminhadas, aliás, na nossa opinião, essa é a melhor maneira de explorar a cidade. A dica, portanto, é organizar um roteiro por regiões, de forma que seja possível caminhar ao máximo e contar com a auxílio do transporte público mais ao final do dia.

Mas se você não é lá muito fã de andar a pé ou estiver na cidade em um período chuvoso/frio, pode contar com o excelente transporte público parisiense.

Pontos turísticos:

Arco do Triunfo (Arc de Trionphe de L’ Étoile: A construção do Arco do Triunfo teve início em 1806, a mando do imperador Napoleão Bonaparte, mas a obra, criada para celebrar a glória dos heróis de guerra, só foi inaugurada em 1836, no reinado de Luís Filipe. São 50 metros de altura e diversas esculturas adossadas aos pilares.

paris

Avenida Campos Elísios (avenue des Champs -Elysées): Conhecida pelos franceses como La plus belle avenue du monde, na tradução literal, “A mais bela avenida do mundo”, a Champs-Elysées (Avenida dos Campos Elísios) é um dos endereços mais movimentados e mais caros de Paris. São 1.910 metros de comprimento repletos de lojas de todos os tipos.

Basílica do Sagrado Coração (Basilique du Sacré-Coeur): Ergue-se em Montmartre, um dos bairros mais famosos de Paris, esta imponente obra construída no final do século XIX. De autoria do arquiteto Paul Abadie, a basílica do Sagrado Coração é toda em estilo romano-bizantino e está situada em uma área muito privilegiada, de onde se tem uma das vistas mais belas da Cidade…

paris

Catedral de Notre-Dame de Paris: A belíssima Catedral de Notre Dame de Paris teve de ser fechada para visitação após o grande incêndio que destruiu parte de seu teto e sua torre em abril de 2019. Enquanto a igreja dedicada a Nossa Senhora é restaurada, é possível apenas apreciar seu exterior.

paris

Jardins das Tulherias (Jardin des Tuileries): Não deixe de ir ao Jardim das Tulherias (Jardin des Tuileries), uma das áreas mais visitadas de Paris. Localizado entre a Praça da Concórdia e o Museu do Louvre, o local datado do século XVI é repleto de fontes, esculturas de diversas épocas e muito verde, além de abrigar uma variedade de cafés.

paris

Museu de Orsay (Musée d’Orsay): O belíssimo e imperdível museu D’orsay está instalado em uma antiga estação de trens no centro de Paris, às margens do Rio Sena. O local, que apenas em 2011 recebeu mais de três milhões de visitantes, abriu as portas ao público em 1986 e hoje abriga uma vasta coleção de importantes obras.

Museu do Louvre (Musée du Louvre): Em Paris, você vai encontrar um dos museus mais importantes e famosos do mundo: o Louvre. São mais de 30 mil preciosidades entre pinturas, esculturas, gravuras e objetos diversos, reunidas em um só lugar.

paris

Torre Eiffel: O imponente monumento criado pelo engenheiro Gustave Eiffel, inaugurado em 31 de março de 1889, é parada obrigatória na capital francesa. A Torre, planejada para o centenário da Revolução Francesa, tem cerca de 300 metros de altura, 7,3 mil toneladas de ferro e foi erguida em tempo recorde.

paris

Tour de barco pelo Rio Sena: Nada mais agradável do que um tour ao longo do famoso Rio Sena, percurso no qual é possível visualizar monumentos, museus, palácios, entre outros pontos turísticos importantes de maneira privilegiada. O programa é ideal para toda a família, sendo a melhor temporada de maio a setembro, quando as temperaturas estão mais agradáveis.

Moulin Rouge: O famoso cabaré, aberto em 1889, é um dos grandes símbolos da boemia na capital francesa. O espetáculo, que serve de inspiração no mundo inteiro até os dias de hoje e tem como estrelas as belas dançarinas de Cancan, é todo baseado na Belle Époque de Paris. Localizado no movimentado bairro de Montmartre.

paris

Bercy Village: O Bercy Village é uma espécie de shopping aberto, que mais parece uma charmosa rua de compras da cidade Luz. Lá você vai encontrar vários “miniarmazéns” de pedra branca, dispostos um ao lado do outro, onde estão instaladas lojas dos mais diversos tipos, entre elas Fnac, Sephora, Dammann Frères…

Boulevard Haussmann: É no boulevard Haussmann que se encontram duas tradicionais e famosas lojas de departamentos francesas: a Galeries Lafayette (site com versão em português) e a Au printemps. Os dois estabelecimentos ocupam uma área enorme e concentram em um só lugar uma grande quantidade de marcas.

Carrousel du Louvre: Apple, Lacoste, Printemps, La Maison du Chocolat, Bose, entre outras marcas famosas estão todas concentradas neste charmoso centro subterrâneo de compras no primeiro arrondissement de Paris. Um local que, além de pelo menos 40 lojas, abriga a famosa pirâmide invertida do Louvre e uma praça de alimentação bem completa.

Cemitérios de Paris: Père Lachaise  16 rue du Repos, 20e. O cemitério é famoso mundialmente por abrigar as sepulturas de várias personalidades, como o pintor Eugène Delacroix; o espírita Allan Kardec; o escritor e poeta Oscar Wilde; a cantora francesa Edith Piaf; o líder da banda The Doors, Jim Morrison, entre outros.

Hôtel de Ville: Desde 1357, o Hôtel de Ville tem sido a sede do governo municipal. Um belíssimo prédio em estilo neorrenascentista, totalmente reconstruído depois do incêndio de 1871 (durante a Comuna de Paris). No local — que já foi palco de grandes acontecimentos políticos importantes.

paris

Igreja Saint – Germain L’Auxerrois: Bem próxima ao Museu do Louvre, mais precisamente na Place du Louvre, encontra-se esta igreja que tem uma arquitetura belíssima (predominantemente gótica), além de reunir vários trabalhos de arte em seu interior. No local — que no século XIV se tornou a igreja real, logo após a mudança do Rei para o Louvre.

La Vallée Village: Para acessar este outlet que fica fora da Cidade Luz você só precisa pegar um RER, o mesmo que leva até a Disneyland de Paris. Situado na saída de um imenso shopping, o Val d’Europe, o La Vallée reúne lojas de várias marcas famosas, entre elas Tommy Hilfiger, Ralph Lauren, Guess, Diesel, Armani, Red Valentino, Timberland, …

Le Marais: Bairro parisiense cheio de personalidade e uma atmosfera incrível. Destaque para as ruas de compras, já que a região é famosa por reunir grandes marcas, lojas de produtos artesanais, vintage, antiguidades e galerias de arte.

Mercado das Pulgas (Marché aux puces): No mercado das pulgas de Paris é possível encontrar uma grande variedade de produtos a preços super convidativos. São mais de 10 quilômetros de área repleta de barraquinhas em toda a sua extensão, o que atrai uma quantidade enorme de visitantes todos os anos (cuidado com a bolsa e a carteira nas áreas lotadas).

Musée Rodin: A maior coleção do escultor francês Auguste Rodin pode ser vista neste museu, inaugurado em 1919 e que abriga obras importantes e mundialmente famosas, como O Beijo e A mão de Deus. Já no maravilhoso jardim, onde estão plantadas belíssimas roseiras, é possível admirar esculturas do mestre como O Pensador, A porta…

Museu das Armas (Hôtel National des Invalides): O museu, aberto em 1905, é parada obrigatória para aqueles que se interessam por assuntos de guerra, e, é claro, para os fãs de Napoleão Bonaparte. Artilharia, uniformes, obras de arte e muitos outros objetos estão reunidos no local, com ênfase especial em algumas batalhas, como a dos séculos XVII e XVIII, …

Opéra Garnier: Que tal assistir a uma ópera ou a um espetáculo de balé/dança contemporânea em um belíssimo e importante monumento, o Palácio Garnier? Construído a mando de Napoleão III, o local que leva o nome de Charles Garnier, arquiteto responsável pelo projeto, foi inaugurado em janeiro de 1875.

Passage du Havre: Na Rua Saint-Lazare encontra-se a Passage du Havre, uma galeria comercial instalada em um prédio histórico reformado e aberta em 1845. O local está repleto de lojas dos mais diversos tipos, cafés e até um jardim. Isso mesmo, lá foi instalado o Jardin Du Havre, um refúgio verde em meio à selva de pedras.

Place de La Madeleine: O local, que fica bem próximo da Praça da Concórdia, está rodeado de estabelecimentos de todos os tipos, várias grifes famosas e é bastante conhecido por abrigar algumas lojinhas de comida. É na Madeleine, por exemplo, que você encontrará a loja da mostarda Maille.

Place Igor Stravinsky: Bem perto do Centro Pompidou, encontra-se a bela praça onde, no centro, há uma fonte cheia de esculturas coloridas e jatos de água. O local homenageia o compositor russo Igor Stravinsky, considerado um dos mais brilhantes do século XX e conhecido por suas composições pouco convencionais.

Place Vendôme: Cercada por famosas joalherias, a Place Vendôme com certeza é um dos endereços mais centrais, luxuosos (e caros) de Paris. Lá estão grifes como Boucheron, Baccarat, além de Chanel, Dior, entre várias outras. A arquitetura do local, que fica bem próximo da Place de la Madeleine, é belíssima e vale a pena…

Pompidou: Cinema, fotografia, teatro, música e literatura. Todas as formas de expressão estão reunidas no Georges Pompidou, um centro criado em Paris com o foco totalmente voltado para a arte moderna e contemporânea. Localizado em um prédio projetado por Renzo Piano e Richard Rogers, dois arquitetos que simbolizam o espírito do século…

Printemps Haussmann: A Printemps é uma famosa loja de departamentos que fica em um prédio monumento, no coração de Paris. Lá você vai encontrar nada menos do que sete andares repletos de lojas dos mais diversos tipos, entre elas várias marcas de luxo como Gucci, Valentino, Chanel e outras.

Rue de Rivoli: Neste que é um dos endereços de compras mais famosos da Cidade Luz, estão estabelecimentos dos mais diversos tipos: grandes lojas, marcas internacionais e lojinhas tipicamente francesas. A Rua de Rivoli começa bem ao lado da praça da Concórdia e se estende por pelo menos três quilômetros.

Rue des Rosiers (Falafel do Marais): O falafel é um bolinho frito preparado com grão de bico ou fava e que leva condimentos como alho, coentro, entre outros. Uma iguaria tão deliciosa que faz qualquer apaixonado por carnes não se sentir incompleto com uma refeição vegetariana. E se existe um lugar perfeito em Paris para experimentá-lo, esse é o lugar.

Rue du Faubourg Saint -Honoré: Na Rue du Faubourg Saint-Honoré/Rue Saint-Honoré estão concentradas algumas das grifes mais famosas do mundo: Prada, Valentino e Salvatore Ferragamo, entre várias outras. Os preços não são lá muito convidativos, mas uma caminhada pela área repleta de lojas, livrarias, cafés…

Saint -Germain-des-Prés: Além de ser um excelente bairro para caminhar ou apenas parar em um dos vários cafés espalhados pela região, o Saint-German-des-Prés é também um ótimo centro de compras. Lá você vai encontrar de tudo um pouco, desde as famosas grifes mundiais, passando por renomadas lojas de doces e farmácias…

Sainte -Chapelle: Do lado de fora, a Saint Chapelle não parece assim tão atraente, mas espere só até entrar em seu interior. As duas capelas construídas uma em cima da outra, entre 1246 e 1248, foram idealizadas por Luís IX para abrigar a coroa de espinhos de Jesus Cristo. Na capela superior, que hoje recebe alguns concertos musicais, o visitante vai…

Torre Montparnasse (Tour Montparnasse): No topo da Torre Montparnasse, arranha-céu que mede 210 metros de altura, é possível ter uma vista espetacular de 360º da capital francesa. Monumentos e pontos turísticos, como a Torre Eiffel (lado oeste), a basílica do Sagrado Coração (lado norte), o museu do Louvre e muitos outros, podem ser facilmente identificados.

Westfield Forum des Halles: Paris é uma cidade repleta de ruas de compras, mas se você é daqueles que prefere a comodidade de um shopping, não deve deixar de conhecer o Forum des Halles. Um complexo que um dia abrigou o maior mercado de alimentos de Paris, onde anos mais tarde foram instaladas lojas para todos os tipos de público.

Boutique Lindt – Paris Opéra: Se você é apaixonado por chocolates, em especial os da marca suíça Lindt, não pode deixar de conhecer a boutique da marca em Paris, situada a poucos passos da Ópera. Ao entrar no recinto, você será recebido com pilhas e mais pilhas de trufas dos mais diversos e diferentes sabores.

Gérard Mulot: Se você é apaixonado por doces, não pode deixar de visitar a Gérard Mulot, em Paris. Toda a loja é de dar água na boca; são pães de todos os tipos, minitortinhas, tiramissù, além dos famosos e deliciosos macarons — com certeza, um dos grandes responsáveis pelo sucesso da marca.

Dicas:

Visto:

Cidadãos brasileiros não precisam de visto de turismo para permanência de até 90 dias na França e em outros países-membros do Acordo Schengen (Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, Grécia, Hungria, Islândia, Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Países Baixos, Polônia, Portugal, República Checa, Suécia e Suíça). Contudo, no momento do desembarque, serão exigidos passaporte válido e outros comprovantes, como passagem de ida e volta, comprovante de recursos financeiros, seguro-saúde válido em todos os países-membros do acordo, entre outros.

Chegue cedo

Você provavelmente encontrará uma cidade bastante cheia, especialmente no verão. A fim de evitar certos aborrecimentos, como as enormes filas que se formam na porta de alguns pontos turísticos, por exemplo, é bom chegar cedo ou adquirir ingressos com certa antecedência. Aos que forem a Paris com o intuito de experimentar a deliciosa culinária francesa, também recomenda-se efetuar reservas previamente (muitos estabelecimentos o fazem por meio de websites, e-mail ou telefone).

Segurança

Em geral, a capital francesa é segura, porém golpes e pequenos furtos são cada vez mais frequentes, especialmente nos pontos turísticos mais badalados, como a praça em frente ao Hôtel de Ville (prefeitura de Paris), Basílica do Sagrado Coração e no metrô.

Fique atento e não deixe a carteira à mostra ou a bolsa aberta, pois os assaltantes — extremamente experientes — podem roubá-lo da maneira mais sutil possível. Outro alerta na capital francesa é em relação a golpes como o do abaixo-assinado, do anel, entre outros.

Golpes

Nos últimos anos, golpes aplicados em turistas têm acontecido com mais frequência na Cidade Luz. Há o golpe do abaixo-assinado, no qual uma pessoa, ou um grupo, aborda o turista pedindo a assinatura, seguida de uma contribuição em dinheiro. No momento em que a negociação acontece, o golpista aproveita para fazer uma limpa nos bolsos e na mochila do turista. Tudo de maneira sutil.

Já no golpe do anel, o golpista “encontra” um anel e oferece-o ao turista alegando que aquele é um objeto valioso (muitas vezes já colocando o anel do dedo da pessoa, sem a mínima cerimônia). Depois disso, vem a cobrança e, em alguns casos, ameaças, caso a pessoa não queira dar o dinheiro.

O que fazer então?

A melhor tática para evitar os frequentes golpes nas ruas de Paris é não dar confiança a estranhos. Sempre que alguém se aproximar de você com segundas intenções, cheio de assunto ou oferecendo algo, diga a palavra “não” em alto e bom tom e saia de perto da pessoa.

No restaurante 

A verdade é que não existem regras muito claras em relação a gorjetas. Alguns restaurantes já cobram um percentual na própria conta, posteriormente repassado ao prestador de serviço.

Contudo, de acordo com o site Fodor’s, é gentil deixar algo entre 1 e 3 euros em restaurantes informais ou 5% do valor total da conta em estabelecimentos mais refinados. Apesar disso, a decisão de deixar ou não a gorjeta é sempre do cliente.

  • Consulado-geral do Brasil em Paris: O número de telefone do Consulado, para casos de emergência (acidentes, prisões, mortes, entre outros), é o 06 80 12 32 34. Uma série de informações importantes estão à disposição na página do órgão na internet.
  • Embaixada da França no Brasil: Serviços consulares e vistos precisam ser agendados por meio do website. O horário de abertura do consulado ao público é das 8h30 às 11h30 (e com hora marcada, fora desse horário). Mais informações podem ser obtidas no site da Embaixada.

Compras:

Melhor lugar no mundo não há para aqueles que gostam de fazer umas comprinhas. Considerada uma das capitais mundiais da moda e templo do consumismo, Paris oferece uma variedade enorme de lojas em ruas, galerias e feiras, onde é possível encontrar de tudo um pouco — roupas, cosméticos, objetos de arte, utensílios para casa, entre vários outros artefatos — a preços que vão do barato ao extremamente caro.

Prepare-se para andar bastante, pois não há apenas um local para fazer compras na capital francesa, mas uma infinidade deles. A boa notícia é que, além de adquirir bons produtos, durante essas andanças você também vai vivenciar o delicioso clima das movimentadas ruas do comércio da Cidade Luz.

E se você estiver interessado em preços bem mais baixos, aproveite para fazer compras durante as temporadas de promoções, que ocorrem em duas épocas do ano: no inverno (depois do Natal, geralmente) e no verão (no final de junho). Em francês, essas oportunidades imperdíveis são conhecidas como soldes.

Reembolso do VAT

Outra dica importante para os que desejam economizar é o détaxe, ou seja, o reembolso de 12% do valor de uma compra que precisa ter custado acima de 175 euros (e ter sido feita em um único dia). O primeiro passo é feito quando se adquire o produto, quando o comprador menciona ao estabelecimento que deseja obter o reembolso.

A loja, portanto, fornecerá ao comprador os formulários necessários que serão declarados na saída do país, porém, em alguns estabelecimentos grandes, o reembolso já acontece logo após a compra (uma maneira de fazer com que o cliente continue gastando).

Supondo que a pessoa deixe o país de avião, ela deve procurar a alfândega do aeroporto com algum tempo de antecedência da partida e antes do check in. Isso porque o fiscal pode pedir para ver o produto adquirido.

Nesse local, ela deve mostrar os formulários, que podem ser apresentados aos fiscais ou nas máquinas PABLO para validação. As máquinas PABLO são bem fáceis de usar, basta seguir as instruções que estão disponíveis em oito idiomas. Depois disso, é só procurar uma casa de câmbio para receber o dinheiro (caso ainda não o tenha feito).

Vida Noturna:

Temos e muito assim como as opções de lazer e diversão à luz do dia, são inúmeras as opções em Paris destinadas àqueles que gostam de curtir um bom programa noturno. Alguns bairros parisienses, como o Montmartre — onde está localizado o cabaré Moulin Rouge, um dos símbolos da boemia da capital francesa —, são repletos de bares, pubs e sex shops, todos situados no boulevard de Clichy. Esse é um bairro que vale a pena ser explorado a pé; para isso, desça no metrô Pigalle.

A região próxima à Praça da Bastilha (Place de la Bastille) também é um refúgio ideal para aqueles que curtem as baladas noturnas. As ruas de Lappe, Amelot, de la Roquette e Charonne, por exemplo, são extremamente vibrantes e abrigam boas opções de bares.

Além disso, o Bairro Latino (Quartier Latin) e a região de Saint-Germain-des-Prés são super movimentadas, repletas de cafés, tavernas, entre outras opções voltadas para os que desejam aproveitar bastante a famosa noite parisiense.

Museus:

Paris, com certeza, é o lugar ideal para os apaixonados por arte e por todas as suas formas de expressão. Na Cidade Luz, o visitante não só vai encontrar museus de todos os tipos, como também muita arte nas ruas, praças, monumentos e estabelecimentos comerciais. As opções para os que vão em busca de cultura são tão numerosas que seria necessária uma ida à capital da França exclusivamente para essa finalidade.

Em Paris, o visitante terá a chance de conhecer o Museu do Louvre, considerado um dos mais importantes do mundo. Casa de obras de arte como a Mona Lisa, de Leonardo da Vinci, o Louvre conta com um acervo gigantesco, valiosíssimo, e a dica para os que desejam conhecer o local sem pagar nada é ir ao primeiro domingo de cada mês, mas apenas de outubro a março.

Passe dos Museus

Outra dica para aqueles que pretendem economizar visitando uma boa quantidade de museus é adquirir o Paris Museum Pass. Com o passaporte, é possível visitar mais de 60 museus e monumentos de Paris e região sem enfrentar as terríveis filas.

Os passes para dois, quatro e seis dias consecutivos custam 48, 62 e 74 euros, respectivamente. O visitante pode adquirir o passaporte por meio deste site, nas lojas Fnac (há uma na avenida Champs-Elysées), em alguns museus e nos pontos de informação turística dos aeroportos (lista de locais completa no link).

O conselho para aqueles que não quiserem comprar o Paris Pass é adquirir os ingressos pretendidos com antecedência; boa parte dos museus e dos monumentos vendem os tíquetes na internet ou em escritórios espalhados pela cidade.

Se a intenção é evitar filas, também vale a pena chegar bem cedo ou mais tarde (no caso daqueles locais que oferecem visitação noturna). Para aqueles que não têm muito tempo a perder, o ideal é que seja feita uma seleção prévia de locais e obras a serem visitados.

Quando ir?

Paris é uma cidade encantadora em todas as épocas do ano; portanto, a escolha do período de estadia vai depender muito dos gostos e dos objetivos de cada visitante.

É durante o verão, por exemplo, que a cidade fica em festa. Nessa época, as ruas estão mais cheias de turistas do que de habitantes locais, até porque é temporada de férias na Europa. O calorzinho incentiva longas caminhadas pelos deliciosos bairros da capital e a realização de alguns festivais de rua. Em contrapartida, a época acaba sendo mais cara para hospedagem.

A cidade fica ainda mais bonita e iluminada no inverno, principalmente por conta das comemorações natalinas e a chegada do Ano-Novo, mas, apesar de todo esse charme, os dias estarão mais curtos e as temperaturas, bem baixas. A ordem, portanto, é se proteger do frio.

Clima ameno

Na primavera, a cidade fica ainda mais colorida e as temperaturas, mais amenas. A temporada é perfeita para os apaixonados por fotografia, mas não tão boa para aqueles que sofrem com alergia ao pólen. Aproveite o período para sentar-se em um dos famosos cafés parisienses e observar o delicioso vaivém das ruas da capital francesa.

Quando os tons de amarelo surgem na paisagem, indicam que o outono, uma estação para lá de charmosa, já está devidamente instalado em Paris. O período é altamente recomendado para casais apaixonados que pretendem aproveitar o friozinho e a atmosfera romântica que envolve toda a cidade.

Dinheiro:

A França encontra-se na zona do Euro e Paris, infelizmente, é considerado um dos destinos mais caros para o turista no mundo. A boa notícia é que nem tudo está perdido e é possível sim visitar a Cidade Luz gastando menos. Confira abaixo algumas dicas úteis e que podem ser seguidas antes — na fase de organização e preparação — e durante a sua viagem.

Transporte:

– Para economizar no quesito locomoção, opte sempre por um meio que possibilite várias viagens, em vez de uma só. Por exemplo, o bilhete único do metrô referente à zona 1 custa 1,80 €, já dez tíquetes saem por 14,10 €, ou seja, acaba sendo bem mais vantajoso adquirir o “pacote” com 10 bilhetes, que também podem ser usados nas linhas RER (zona 1), nas linhas de ônibus Ile-de-France (RATP e OPTILE), exceto o Orlybus e o Roissybus, além de bondinhos elétricos e funicular de Montmartre.

Uma alternativa para quem vai passar mais dias na cidade é adquirir o Paris Visite, o cartão que dá acesso ilimitado a metrô, ônibus e RER, por tempo determinado. O passaporte para cinco dias, com acesso às zonas 1 a 3, custa 35,70 € (adulto) e 17,85 € (crianças de 4 a 11 anos).

– Outra dica válida é evitar as caríssimas corridas de táxi, andar a pé sempre que possível — especialmente quando o tempo estiver aberto — ou alugar uma bicicleta como meio de transporte. Além de ser mais barato e saudável, você aproveita e se diverte muito mais do que se estivesse em um transporte público. Em Paris, você tem o Velib. Saiba mais sobre esse sistema aqui.

Passeios/Atrações Turísticas

– A mesma dica do cartão é válida também para atrações turísticas e passeios, principalmente se a intenção é conhecer o máximo possível em um curto espaço de tempo (e evitar filas). Esses cartões combinam entradas em museus e monumentos, o uso transporte público e até mesmo descontos em cafés e lanchonetes. Em Paris, você tem o Paris Pass.

– Alguns dos principais museus da Cidade Luz abrem as portas de graça nos primeiros ou últimos domingos de cada mês. São eles:

– Louvre: primeiro domingo do mês, mas só de outubro a março;

– Museu Orangerie: entrada é gratuita no primeiro domingo de cada mês;

– Museu D’Orsay:  entrada é gratuita no primeiro domingo de cada mês;

– Museu Rodin: entrada é gratuita no primeiro domingo de cada mês;

– Centro Pompidou: crianças e jovens até 18 anos não pagam nada para entrar;

– Além disso, não se esqueça de que Paris está repleta de belas praças, como a Place de La Madeleine, a Place Vendome, a Place de la Bastille e a Place de La Concorde. Lá também estão igrejas como a Notre Dame e a Basílica do Sagrado Coração, que são verdadeiros museus. E para visitar vários desses lugares você não terá que desembolsar nenhum centavo! Nada mal, não é mesmo?!

– Antes do seu embarque, não deixe de conferir a agenda cultural da Cidade Luz, pesquise no próprio Google e com muita facilidade. Isso porque eventos e festivais gratuitos são bastante comuns por lá.

paris

No mais é só aproveitar porque afinal você está em Paris e para quem ainda não foi é só ler tudo aqui e se imaginar em cada lugar lindo que tem por lá. Assim quando você for e com certeza irá, já vai com a impressão de conhecer cada cantinho!!

Abraço e até a próxima semana 😊

Selma Cabral

Fonte: https://guia.melhoresdestinos.com.br

LEIA TAMBÉM
Selma Cabral
Últimos posts por Selma Cabral (exibir todos)
0 0 votos
Classifique este artigo
Assine
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
Scroll to top
0
Eu quero saber a sua opinião. Comenta aqui em baixo e vamos discutir esse assunto!!x
()
x