fbpx

Selma Cabral: Dia do Idoso? Que nada…

Logo redondo

40EMAIS CONVIDA

dia do idoso


Dia 01 de outubro é comemorado o dia do Idoso. Eu particularmente não gosto da palavra idoso e nem de ter um dia para comemorar isso ou aquilo. Para mim todo dia é dia de fazer o que a gente quer com muito bom humor sempre é isso que faz a vida mais feliz não importa a idade.

O que importa é atenção e carinho que damos para as pessoas diariamente, como cuidamos dos nossos velhinhos (no bom sentido da palavra).

Atualmente não tem mais essa de estou velho para isso ou na minha idade não dá mais para fazer tal coisa…. Esqueça isso, haja vista tem um bando de gente se conhecendo melhor após os 50 anos, experimentando coisas novas, se aventurando em atividades radicais e dando exemplos para muitos jovens.

Com o aumento significativo da expectativa de vida da população brasileira, pessoas acima de 50 anos têm encontrado através do empreendedorismo uma oportunidade de garantir renda extra e realizar sonhos, abrir aquele negócio tão desejado e conhecer gente nova.

Experimentar essa é a palavra que para mim resume tudo. Claro que sabemos que não é e nem foi fácil para toda uma geração mais velha, principalmente mulheres que foram criadas para casar-se, cuidar da casa, marido e filhos e apenas isso, e como sempre na história tem aquela ou aquelas pessoas que querem muito mais e não se contentam em apenas ver a vida passar, e vão à luta, correm atrás dos seus sonhos, não importam o que dizem e o que falam.

E Graças a essas pessoas, hoje podemos ousar mais e fazer exatamente o que queremos sem dar satisfação a ninguém. Então, vamos ser felizes sem neuras com idade, aparência e vamos correr atrás dos nossos sonhos e realizar tudo o que pudermos.

O mundo está muito diferente e muda a cada dia, se o seu sonho sempre foi empreender, faça, estude o mercado, se prepare e realize.

De acordo com site:mundorh.com.br há um certo grau de inquietação e alegria por estar diante da oportunidade de empreender após os 50”. “Esse momento deve possibilitar a essas pessoas um espaço para reflexão não só para o autoconhecimento, mas especialmente para aprender e se capacitar a assumir seu próprio negócio.”

PUBLICIDADE | ANUNCIE

PUBLICIDADE | ANUNCIE

Veja as sete dicas para quem quer empreender após os 50 anos:

1) Participe sempre de eventos de empreendedorismo e inovação para estar atualizado em relação às diferentes tendências e modelos de negócios. Entidades reconhecidas, como o SEBRAE e a Endeavor, oferecem cursos, palestras e uma série de outros benefícios. A ESPM, pelo seu programa de extensão tem se dedicado a oferecer programas que atendam os interessados em empreender, oferecendo uma base sólida com os professores altamente capacitados não só como acadêmicos, mas como profissionais de mercado.

2) Procure estar atualizado com novas tecnologias de gestão, assim como de comunicação e videoconferência. Inscreva-se em cursos que o capacitem em novas plataformas digitais, que ampliam sua visão de negócio, para que nesse momento de exceção seja possível usufruir de recursos digitais que contribuam à adesão ao home office.

3) Este é o momento de revisitar sua história de vida e história profissional, para reconhecer suas competências e identificar suas fraquezas. Comece pelas competências de relacionamento: suas habilidades de comunicação, sua capacidade de resiliência, sua liderança, sua habilidade em se relacionar com as pessoas, seu conceito de bom atendimento, busca por inovação, entre outras.

4) Independentemente do negócio que for empreender, você irá utilizar fortemente sua rede de contatos (networking). Negociar fará parte do seu dia a partir de agora, lembrando que a base disso sempre será seus contatos.

5) Reveja suas crenças. Tenha sempre em mente que iniciar seu negócio exige um desapego de muitos conceitos e expectativas que você já teve. Além disso, vale lembrar que você não terá mais toda a infraestrutura que um dia se beneficiou como executivo.

6) Tenha em mente que a venda não é a atividade mais importante que planejamento ou gestão do seu negócio, seja ele produto ou serviço. Em outras palavras, vender compulsivamente de nada adianta se você não estiver atento a gestão do seu negócio e ao planejamento de suas atividades no curto, médio e longo prazos.

7) A Internet é a maior fonte de informações para qualquer tipo de negócio. Você poderá iniciar sua pesquisa buscando fontes seguras para entender os negócios existentes no mercado, seja local ou global. Além disso, diversas ferramentas e recursos de busca podem ajudá-lo a entender as melhores práticas (Benchmarking) para o negócio que você pretende empreender.

E as minhas dicas são:

  • Está difícil: peça ajuda;
  • Não entendeu: pergunte quantas vezes forem necessárias para a sua compreensão;
  • Não deu certo da primeira vez: tente de novo e de novo até conseguir;
  • Não desista nunca.

E principalmente: Seja feliz com o que escolheu fazer, essa é a principal razão para escolhermos fazer algo 😊

Um grande abraço!

Selma Cabral

**Este texto não, necessariamente, reflete a opinião do 40EMAIS.

Selma Cabral Olá, sou Selma O S Cabral, turismóloga por paixão e, dentre os vários trabalhos que realizei no Turismo, fui, durante 08 anos, Diretora na empresa Estação do turismo em Santos/SP, onde desenvolvi diversos cursos de Capacitação de mão-de-obra voltados para o Turismo. Também criei vários Eventos em parceria com a Incubadora de Empresas de Santos Atualmente sou Diretora da empresa Turismo & Ideias.

LEIA TAMBÉM

Logo redondo
0 0 votos
Classifique este artigo
Assine
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
Scroll to top
0
Eu quero saber a sua opinião. Comenta aqui em baixo e vamos discutir esse assunto!!x
()
x