fbpx

Washington D.C.

Selma Cabral

Por Selma Cabral

Muito além da Casa Branca. Uma cidade viva, colorida e  muito mais interessante do que podemos imaginar

Washington


Hoje vamos deixar um pouco os pensamentos irem mais longe, uma vez que ainda não podemos viajar, vamos aproveitar e conhecer mais um lugar legal para acrescentar em nossa lista de próximas viagens!

Washington, DC tinha tudo para ser uma capital burocrática. Poderia se limitar ao papel de cidade do poder e viver apenas a emoção das assinaturas de grandes acordos. Porém, a capital dos Estados Unidos foi muito além e conquistou turistas de todo o mundo.

O jeito acolhedor com que recebe as visitas é capaz de derrubar até o mais cético viajante. Difícil não se encantar com a enorme oferta de atividades oferecidas por lá. E, diga-se de passagem, a maioria esmagadora com entrada gratuita.

Fundada em 1800, Washington é totalmente planejada, com prédios baixos e extremamente arborizada. É fácil ficar encantado com uma esplanada de 3 km, chamada entre os locais apenas por The Mall: a cada 100 metros há um belo monumento, memorial ou um museu com acervo espetacular. Além disso, praticamente não é preciso utilizar transportes (apesar de eles serem muito eficientes). Pés ou bicicletas são suficientes para nos levar a quase todos os lugares. E quando falamos em todos os lugares podemos incluir os importantes prédios públicos, sempre abertos à visitação. Washington consegue transformar o turismo cívico e altamente patriótico em passeios incríveis, mesmo quando se trata dos memoriais de guerra, onde as honrarias são para as vítimas e combatentes.

washingtonA cidade, apesar de leve, é política até no nome, escolhido em homenagem ao primeiro presidente dos EUA. Já o Distrito de Columbia, do qual Washington faz parte, refere-se ao descobridor das Américas, Cristóvão Colombo. E é assim que muitos moradores tratam a capital dos Estados Unidos, apenas pela sigla DC. A relação entre a capital e o distrito pode parecer complicada, já que Washington não pertence a nenhum estado. No entanto, ela é similar à do Brasil, onde Brasília faz parte do Distrito Federal. Vale lembrar que a capital Washington, DC, localizada na Costa Leste, é diferente do estado de Washington, no noroeste do país.

Para quem acha que a cidade oferece apenas o turismo ligado às atribuições de uma capital, prepare-se para belas surpresas. Washington está repleta de charmosos passeios, como Georgetown e Old Town Alexandria; uma enorme variedade de shoppings e outlets; restaurantes que dão a volta ao mundo nos elaborados cardápios; e uma intensa vida cultural.

Pontos turísticos de Washington

O enorme obelisco construído em homenagem ao primeiro presidente norte-americano marca o início do National Mall e é ponto de partida para explorar a cidade. A poucos minutos dali o grandioso Capitólio, casa do Congresso, mostra toda a sua beleza, enquanto na outra ponta a imponente imagem de Lincoln parece estar em permanente vigília. Visitar Washington é viver intensamente a história dos Estados Unidos e, diga-se de passagem, com o patriotismo americano declarado em todos os detalhes.

Washington é uma cidade muito fácil de ser explorada. Tudo é preparado para que os visitantes se sintam à vontade em percorrer cada ponto turístico. As principais atrações da cidade são belíssimas e vale cada passo para visitar todas elas. E falamos em “passo” no sentido literal. O caminho que liga todas elas são dos mais belos e agradáveis passeios.

A proximidade de quase todos os pontos turísticos ajuda muito a vida de quem está na cidade. A maior concentração de atrações está no National Mall, o jardim de 3km que liga o Washington Monument ao Capitólio. Junte a ele as áreas vizinhas do West Potomac Park e do Constitution Gardens, onde está o Lincoln Memorial e você terá um maravilhoso roteiro. Passar o dia caminhando por prédios públicos, monumentos e memoriais pode parecer, à primeira vista, um programa entediante. Ledo engano! Prepare-se para uma maratona que une história, arquitetura e lindas paisagens.

Percorrer a pé o National Mall é a melhor maneira de ver os monumentos e memoriais. Ao longo do caminho você encontrará facilmente todos eles. Os espaços estão ao ar livre e abertos para visitação 24h por dia. A maioria dos monumentos lembra vítimas de guerras, soldados que lutaram pelos EUA e presidentes americanos. Uma importante exceção é o ativista Martin Luther King Jr., homenageado devido à importância na luta pelos direitos civis dos negros norte-americanos. As principais atrações do National Mall são:

Lincoln Memorial – Homenagem ao presidente que liderou o país durante a Guerra Civil Americana.

washington

Washington Monument – Homenagem ao primeiro presidente dos EUA.

washington

Franklin Delano Roosevelt Memorial – Homenagem ao presidente que liderou o país durante a grande depressão e, posteriormente, no período da Segunda Guerra Mundial.

washington

Thomas Jefferson Memorial – Homenagem ao presidente que foi um dos autores da Declaração de Independência.

Martin Luther King Jr. Memorial – Homenagem ao ativista que lutou pelos direitos civis dos negros americanos.

washington

Korean War Veterans memorial – Homenagem aos combatentes da Guerra da Coreia.

washington

Vietnam Veterans Memorial – Homenagem aos que lutaram durante a Guerra do Vietnam.

World Wat II Memorial – Homenagem às 16 milhões de pessoas que serviram durante a Segunda Guerra Mundial.

Ainda na rota do National Mall você poderá visitar alguns importantes prédios públicos. O principal deles é o Capitólio. O local onde funciona o Congresso americano recebe turistas para visitas guiadas. No roteiro está a sala da Rotunda. A grande cúpula marca a forma do edifício, uma das mais famosas imagens da cidade. Além dele é possível visitar a National Library, a biblioteca com maior acervo do mundo; o National Archive, onde está a Constituição Americana e a Declaração de Direitos; e, a poucos minutos de caminhada, a Casa Branca, residência oficial do presidente americano.

washington

Fora da área do National Mall você encontrará outros monumentos e prédios que merecem uma visita. O Pentagon 9/11 Memorial, em Arlington, homenageia as vítimas do atentado ao Pentágono, na mesma data do atentado ao World Trade Center, enquanto o US Marine Corps War Memorial (Iwo Jima) lembra os fuzileiros navais mortos em combate. Na mesma cidade, no Arlington National Cemetery, estão enterrados ex-combatentes de guerra e personalidades como o presidente John Kennedy. Ainda na linha presidencial, o Mount Vernon, casa onde morou o presidente George Washington, é aberta para visitação. E se quiser seguir os locais que marcaram a história, o Ford’s Theatre é o histórico Teatro onde foi assassinado o presidente Abraham Lincoln.

Franklin Delano Roosevelt Memorial: Um dos mais belos monumentos em Washington, DC homenageia o 32° presidente dos EUA. Franklin D. Roosevelt liderou o país durante a grande depressão e posteriormente no período da Segunda Guerra Mundial. Ele foi o único a cumprir quatro mandatos como presidente.

Arlington National Cemetery:  Pode parecer estranho um cemitério estar na lista de pontos turísticos de uma cidade. Alguns, no entanto, carregam tanta história que se torna impossível não fazer uma visita. É o caso do Arlington Cemetery. O espaço é dedicado especialmente aos combatentes de guerra e seus familiares.

Biblioteca do Congresso:  Ser a biblioteca com o maior acervo do mundo já seria motivo suficiente para visitar a Congress Library. Porém, as razões para ir até lá vão bem além dos 158 milhões de itens que ela abriga. A história começa em 1800, quando a biblioteca foi inaugurada, no prédio do Capitólio.

Capitólio: O Capitólio, um dos ícones da capital americana, é a casa do Congresso Nacional dos EUA. Senado e Câmara dividem o prédio que marca o Centro de Washington, DC. A partir dele a cidade é dividida em pontos cardeais que marcam os nomes das ruas. Curiosamente, o endereço oficial do Capitólio é US Capital.

Casa Branca: Residência oficial do presidente dos EUA, a Casa Branca é parada obrigatória para quem visita a cidade de Washington. Diferente do que pode parecer, a área externa da casa não é inacessível ao público. Claro que a segurança é reforçada em torno da residência, toda cercada por grades.

washington

Korean War Veterans Memorial: Os 19 soldados que caminham no gramado do National Mall transmitem tanta realidade nas feições que nem parecem ser estátuas de aço. A homenagem é para os integrantes das forças armadas que combateram na Guerra da Coreia. Ao lado das estátuas, uma longa parede reflete imagens de tropas no ar, água e terra.

Lincoln Memorial: O grandioso memorial construído em mármore branco marca o extremo oeste do Constitution Gardens, junto ao National Mall. Guardado por 36 colunas romanas está o 16° presidente americano, Abraham Lincoln. A imponente estátua, com quase seis metros de altura e pesando 175 toneladas, atrai clicks de seis milhões de visitantes.

Martin Luther King Jr. Memorial: “I have a dream”.  A frase, repetida tantas vezes no discurso que Martin Luther King Jr. proferiu nas escadarias do Lincoln Memorial, em 1963, despertou os EUA. O ativista, que lutou pela causa da igualdade de raças e direitos civis, tornou-se tão importante para a história americana que ostenta um memorial digno de presidente.

The Pentagon 9/11 Memorial:  Na área externa do Pentágono, na cidade de Arlington, um memorial homenageia as vítimas que morreram na região do prédio devido aos atentados de 11 de setembro. O espaço ao ar livre é formado por 184 placas com os nomes dos que perderam a vida naquele dia.

Thomas Jefferson Memorial: Olhando no mapa ele parece bem distante. Por outro lado, o caminho até o Thomas Jefferson Memorial é dos mais belos. À beira da Tidal Basin, caminhando ao longo do West Potomac Park, você fará um dos mais agradáveis passeios na cidade de Washington.

US Marine Corps War Memorial (Iwo Jima):  A imagem ficou famosa ao ser captada pelo fotógrafo Joe Rosenthal, da Associated Press, em 1945, durante a batalha de Iwo Jima no Japão. Os americanos preparavam-se para deixar o Pacífico, já no final da Segunda Guerra Mundial, e a bandeira americana foi hasteada por seis mariners (fuzileiros navais) em meio aos escombros.

Vietnam Veterans Memorial: O Vietnam Veterans Memorial, localizado no National Mall, é marcado pela simplicidade com que homenageia, de maneira emocionante, os combatentes que lutaram durante a Guerra do Vietnam. O memorial, composto em três partes, tem como cenário principal uma longa parede de mármore escuro.

washington
fonte: washington.org

Washington Monument: O obelisco, com 170 metros de altura, marca a ponta do National Mall. Entre o Lincoln Memorial e o Capitólio, o monumento construído para homenagear George Washington – primeiro presidente dos EUA – é a mais alta estrutura de pedra do mundo e o maior obelisco. Foi inaugurado em 1884.

World War II Memorial:  O World War II Memorial homenageia mais de 16 milhões de pessoas que serviram aos EUA durante a Segunda Guerra Mundial, entre eles 400 mil que perderam a vida em combate. O belíssimo espaço foi construído no National Mall e tem como base 56 colunas de granito que representam os 48 estados americanos, mais 7 territórios federais.

 

E quem disse que não tem vida noturna em Washington DC?

Depois de passear por tantos museus e monumentos? É hora de encarar a noite de Washington, DC. E quando falamos em noite, no caso de capital norte-americana, não estamos nos referindo apenas às baladas. A maioria dos monumentos e memoriais permanece aberta 24h. Com as luzes especiais eles se tornam ainda mais bonitos, por isso, antes de encarar a os restaurantes, bares e casas noturnas, não deixe de dar uma volta no National Mall. Até a madrugada o lugar fica cheio, especialmente durante o verão.

Para quem quer renovar as forças para os passeios do dia seguinte, o melhor é seguir até um dos bairros que concentram boas opções de restaurantes. O mais próximo do National Mall é o Penn Quarter, a região, que divide espaço com Chinatown, vem passando por uma reestruturação e abriga excelentes opções, dos mais refinados restaurantes, como o The Souce, do chef Wolfgang Puck, ao popular hambúrguer do Five Guys. Também na área, e atraindo um enorme público, está o Verizon Center. O centro esportivo recebe grandes jogos e, junto ao Gallery Place, forma um grande complexo de entretenimento.

M Street, em Georgetown e King Street, em Old Town Alexandria também são ótimas opções para jantares charmosos. As duas regiões concentram uma incrível quantidade de restaurantes, das mais variadas especialidades. E o melhor é encontrar tudo concentrado em apenas uma rua. Vale caminhar pela rua para escolher sem pressa. Outro ponto que oferece vários bares e restaurantes, à beira do Potomac River, é o National Harbor. O complexo é totalmente voltado para o entretenimento e você poderá aproveitar durante o dia e a noite. Não deixe de dar uma volta na roda gigante!

Quem busca boa música e shows mais intimistas deve seguir para a U Street. A rua é famosa pela cultura da black music em Washington. Lá você encontrará várias casas de Jazz, como o Black Cat e o Velvel Loung. Já quem prefere a cultura dos clubs, uma boa pedida é a K Street. De dia a rua é centro de grandes escritórios, à noite o público jovem engravatado segue para as casas noturnas e lounges. Já nos arredores do Dupont Circle, o sucesso fica por conta dos bares, a área atrai os fãs dos pubs e o público LGBT. O importante é guardar energia durante o dia para poder apreciar à noite!

Chinatown: Como toda cidade americana, Washington também tem uma Chinatown. A região é pequenina, porém tem uma alta concentração de restaurantes típicos asiáticos e algumas boas lojinhas para compras. A rua é marcada pelo grande portal em estilo oriental.

Dupont Circle:  Se há um lugar em Washington onde a vida real pode ser observada é o Dupont Circle. O centro do bairro é marcado pela praça que funciona como rotatória e encontro de várias ruas. Toda rodeada por bancos de madeira e gramado verde, a praça recebe artistas de rua, moradores para uma soneca….

Georgetown: Perfeita mistura entre o moderno e o histórico, Georgetown distribui charme em ruas de paralelepípedos, casinhas de tijolos e postes floridos. O bairro, fundado em 1751, é anterior à cidade de Washington. Até hoje o lugar guarda um quê de antigamente que atrai turistas encantados com as belezas, restaurantes.

washington

Old Town Alexandria: Visitar a histórica Old Town Alexandria é um dos mais belos passeios para quem está na capital dos EUA. A cidade natal de George Washington é repleta de encantos. Os prédios que datam dos séculos XVIII e XIX compõem um lindo cenário com as paredes vermelhas de tijolos aparentes.

Penn Quarter: Penn Quarter é o nome não oficial da região localizada entre a Pennsylvânia Av. e a Mount Vernon Square. Colada à Casa Branca e vizinha ao National Mall, a área é um grande polo gastronômico e de entretenimento da cidade de Washington.

The National Harbor: Washington não foge à regra das cidades americanas banhadas por rio ou mar e tem um famoso píer. À beira do Potomac River, o National Harbor ajuda a seguir a tradição. São mais de 80 opções entre restaurantes e lojas que funcionam em um grande espaço ao ar livre.

Bom, espero que gostem!

Abraços e até a próxima semana 😊

Fonte: https://guia.melhoresdestinos.com.br/

LEIA TAMBÉM
Selma Cabral
Últimos posts por Selma Cabral (exibir todos)
0 0 votos
Classifique este artigo
Assine
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
Scroll to top
0
Eu quero saber a sua opinião. Comenta aqui em baixo e vamos discutir esse assunto!!x
()
x