fbpx

Qatar

Selma Cabral

Por Selma Cabral

Essa semana vamos falar sobre o Qatar e conhecer os estádios onde será realizada a Copa do Mundo de 2022!

Qatar


A pequena península que se projeta do oeste da Arábia Saudita em direção ao Golfo Pérsico viu tudo mudar nas últimas duas décadas. As terras planas e desérticas do Qatar, quase inóspitas, eram povoadas por pescadores, criadores de pérolas e camelos até os anos 1940. A descoberta e a exploração do petróleo trouxe um afluxo de recursos que transformaria a paisagem de vez. Hoje o país tem um dos maiores PIB per capita do planeta e investe seus lucros para garantir seu futuro quando as jazidas de óleo e gás se esgotarem.

Qatar
Barcos Dhow no Catar| Fonte: visitqatar.qa

Clique e Assine o 40EMAIS e ganhe acesso completo ao conteúdo exclusivo do Portal, como Workshops e Mentorias, além de muitos descontos em lojas, restaurantes e serviços!

O Qatar vem criando estrutura e meios para tornar-se um pólo cultural, educacional e tecnológico dentro do Oriente Médio, mais ou menos nos mesmos moldes que seus vizinhos dos Emirados Árabes Unidos. Em 1996, o governo inaugurou a rede de TV Al Jazeera, a maior do mundo árabe, transmitindo em árabe e em inglês; foi nesse período que a antes calma Doha, capital do Catar conhecida, principalmente, pelas construções monumentais que inspiram muito desenvolvimento tecnológico e investimento em infraestrutura. A capital concentra mais da metade da população do país, com quase 1,5 milhões de habitantes. O distrito com maior densidade na cidade é o Al Najada.

qatar
Doha

A cidade foi fundada em 1820 e declarada capital do país em 1971, quando o emirado se tornou independente. Localiza-se na porção leste do país e é limitada pelo Golfo Pérsico. Muitos eventos já foram realizados na capital, como os Jogos Asiáticos de 2006, vários jogos da Copa da Ásia e os Jogos Pan-Arábicos de 2011.

Encontra-se em Doha a chamada “Cidade da Educação”, uma iniciativa da Fundação do Catar para a Educação, Ciência e Desenvolvimento Humanitário, desenvolvida em 1997. Essa área tem como objetivo o incentivo à pesquisa e à educação, contando com diversos polos universitários e centros de pesquisa e se transformou numa metrópole frenética e moderna, com um skyline de prédios caros e arquitetura ousada.

qatar
Doha, Qatar | Fonte: visitqatar.qa

E foi pela soma de todas essas ambições que o país conquistou o direito de sediar a Copa do Mundo de 2022, a primeira em um país da região. Mais de um milhão de turistas são aguardados nas cinco cidades-sede: Doha, Al Khor, Al Rayyan, Al Wakrah e Lusail – esta última  construída especialmente para a Copa, e abrigará em seu moderníssimo estádio os jogos de abertura e encerramento. No total, serão oito os estádios, climatizados, destinados aos jogos das 32 seleções.

Embora se abra cada vez mais para o mundo, o Qatar pede atenção nas restrições impostas pela lei islâmica, como a separação de sexos nos quartos de hotel (um problema para casais de namorados), a proibição a bebidas alcóolicas, a moderação nas roupas. Sem contar a total impossibilidade de manifestações públicas de casais LGBT.

QUANDO IR

As temperaturas são muito altas no verão, podendo passar bastante dos 40 graus entre junho e setembro – por conta disso, aliás, a Copa de 2022 não será nos tradicionais meses de junho e julho, mas em novembro e dezembro, no outono. Começa aí o melhor período para visitar o país, estendendo-se até abril e maio.

COMO CHEGAR

O Qatar vem se consolidando como um importante hub aéreo para as viagens entre o Brasil e destinos asiáticos, dentro e fora do Oriente Médio. A Qatar Airways possui não só excelentes equipamentos, como serviço impecável. Aliado ao moderníssimo e eficiente aeroporto de Doha, tudo fica mais fácil. O voo direto entre São Paulo e Doha pela Qatar dura a partir de 14 horas. Curiosamente, voos com uma escala em Dubai (Emirates), Londres (British Airways) e Paris (Air France), entre outros, podem sair mais baratos.

COMO CIRCULAR

Parte do pacote de obras para a Copa do Mundo, o metrô de Doha promete revolucionar o transporte público na capital. Em junho de 2019, apenas uma – a vermelha – das três linhas está em pleno funcionamento, as demais entraram em operação em 2020, percorrendo 37 estações através de trens que atingem 100 km/h. Também nesse período foi inaugurada uma linha de trem ligando a linha vermelha à novíssima cidade de Lusail, palco da abertura e encerramento da Copa. A Qatar Rail vende bilhetes de viagem única (QR 2, cerca de US$ 0,50) e de um dia (QR 6, US$ 2), além de um cartão pré-pago. Nos lugares ainda não atendidos, vale se deslocar de Uber ou táxi. Para rumar para outras cidades do país, os turistas não precisam vencer grandes distâncias – com 11.500 quilômetros quadrados, o Qatar é menor que a cidade de Pequim, por exemplo, e muitos dos roteiros podem ser feitos de táxi ou com carro alugado (é necessário tirar carteira de habilitação internacional).

qatar
Metrô de Doha|Fonte: visitqatar.qa

PASSEIOS

No Distrito Financeiro de Doha fica o cartão-postal do país, com suas torres futuristas alinhados à beira da baía. O fausto pode ser apreciado com lentidão ao longo da Corniche, calçadão de sete quilômetros de extensão à beira-mar que pode ser percorrido a pé ou de bike. De lá também se vê à distância, numa ilha própria, o edifício arrojado do Museu de Arte Islâmica, que guarda a maior coleção de arte do gênero no mundo.  Na programação cultural, inclua a Katara Cultural Village, um complexo de entretenimento que reúne teatros, galerias e salas de espetáculo. Chamada de “Riveira Árabe”, a Pearl-Qatar é uma ilha artificial na West Bay que ostenta outros tantos luxos em meio a lojas, shoppings e restaurantes.

Qatar
Museu de Arte Islâmica | Fonte: visitqatar.qa
Qatar
Katara Cultural Village | Fonte: visitqatar.qa
Qatar
The Pearl-Qatar| Fonte: visitqatar.qa

Para algo mais tradicional, rume para Souq Waqif, mercado labiríntico onde se pode pechinchar o preço de temperos, frutas e roupas. Uma viagem mais longa – cerca de 100 quilômetros de Doha – leva a outra época ao forte de Al Zubarah, patrimônio mundial da Unesco. O sítio arqueológico guarda as ruínas de um vilarejo que prosperou com a pesca e o comércio de pérolas nos séculos 18 e 19. Doha também é a base para vários passeios no deserto a bordo de um 4×4. Uma dessas jornadas, a 60 quilômetros da capital, leva às paisagens únicas de Khor Al Adaid, onde as areias do deserto encontram o mar.

qatar
Souq Waqif | Fonte: visitqatar.qa


Al Zubara

ONDE FICAR

Na hora de planejar a estadia, fique atento a um detalhe fundamental neste país islâmico: homens e mulheres sem grau de parentesco comprovado não podem dividir quarto – um casal de namorados, por exemplo, precisa reservar dois deles. Os albergues também são divididos, com estabelecimentos exclusivos para cada sexo.

Localizado numa área mais distante da baía, o Victoria Hotel tem bons preços. No centro comercial, o Wyndham Doha West Bay é um cinco estrelas que agrega mais conforto e proximidade com as atrações turísticas – além, é claro, de mais alguns dólares na conta. Com alguns a mais, dá para aproveitar os luxos do extravagante Mondrian Doha, perto da Pearl-Qatar, com mais de 200 quartos distribuídos em 24 andares. Se dólares faltarem, e você for um homem, um albergue bem avaliado é o Q Hostel. Se for mulher, uma opção é o Qatar Youth Hostel, embora este fique localizado um pouco mais longe.

ONDE COMER

Toda a riqueza e ambição do Qatar levaram ao país vários restaurantes premiados e de renome. O Nobu Doha é o maior da rede mundial, ocupando a marina privada do hotel Four Seasons, com vista para o Golfo. Na ilha que abriga o Museu de Arte Islâmica, o IDAM, do chef Alan Ducasse, tem decoração bolada por Philippe Starck e fusiona pratos mediterrâneos com sabores do Oriente. Outras experiências gastronômicas podem ser encontradas nos restaurantes e cafés do Souq Waqif, com ênfase em ingrediente e pratos locais.

DOCUMENTOS

Desde 2017 o Qatar não exige mais visto de trânsito para brasileiros – o que facilitou a vida para a Qatar Airways em voos de conexão em Doha. Para o turismo, entretanto, a exigência segue valendo, mas foi simplificada: na chegada, basta apresentar um passaporte com validade de no mínimo seis meses e um bilhete de ida ou de volta confirmado. Para brasileiros, a permanência é de 30 dias, com possibilidade de prorrogação e de múltiplas entradas.

DINHEIRO

A moeda oficial é o Rial Catarense (QAR). Alguns estabelecimentos aceitam dólares, mas saiba que o troco será calculado por uma cotação mais alta (QR 1 = US$ 2,75)

Informações ao viajante

Línguas: Árabe. O inglês é bastante falado por muitas pessoas, especialmente as ligadas ao turismo.

Embaixada oficial no Brasil:
SHIS QL 20, conjunto 1, casa 19 – Lago Sul
(0xx61) 3366-1005 / 1015
http://brasilia.embassy.qa/en

Fonte: https://escolakids.uol.com.br/geografia/catar.htm

Fonte: https://viagemeturismo.abril.com.br

Agora vamos conhecer os estádios da Copa do Mundo, já adianto que são lindos e modernos. Na verdade, são incríveis mesmo, de cair o queixo com tanta beleza!

O Mundial do Catar terá oito sedes em um raio de até 70 quilômetros, o que torna a próxima Copa uma das mais compactas da história. O país construiu sete arenas do zero e promete um show de modernidade e tecnologia aos espectadores de todo o mundo. Uma das atrações é o controle de temperatura na parte interna dos estádios, já que o país do Oriente Médio sofre com o forte calor.

Embora a pandemia da Covid-19 tenha paralisado muitas atividades em todo o mundo, as obras nos estádios da Copa do Mundo do Qatar, em 2022, seguem a todo o vapor. Faltando pouco tempo para o primeiro jogo do Mundial, quase tudo já está pronto.

O último estádio inaugurado foi o Estádio Al Rayyan, no dia 18 de dezembro de 2020, exatamente dois anos antes da final da Copa do Mundo. No Dia Nacional do Qatar, a Copa Emir entre Al Sadd e Al Arabi marca a estreia da bola rolando no estádio com alguns torcedores e convidados presentes no jogo.

a Copa do Mundo do Qatar começa no dia 21 de novembro de 2022 e se encerra no dia 18 de dezembro – todos os jogos já têm datas marcadas. Como o país é pequeno, há a expectativa que os metrôs interliguem as sedes a ponto de torcedores conseguirem assistir a mais de uma partida no mesmo dia.

Ao todo, oito estádios receberão o Mundial e a Goal te mostra cada um deles. Confira!

Estádio Internacional Khalifa

Qatar
© LOC| Fonte: fifa.com

Foi o primeiro palco da Copa do Mundo de 2022 a ficar pronto, ainda em 2017. Localizado em Doha, foi construído em 1976 e é considerado o estádio mais tradicional do Qatar.

Será palco de seis confrontos da fase de grupos, além de um jogo das oitavas e a disputa de terceiro lugar.

Estádio Lusail

qatar
© LOC | Fonte: fifa.com

Este é o principal estádio da Copa do Mundo de 2022. Localizado a 15 km da capital Doha, será palco de dez jogos distribuídos em todas as fases da competição, incluindo a grande final do Mundial.

Após o torneio, o Estádio Lusail será transformado em um espaço comunitário, que incluirá escolas, lojas, cafés, instalações esportivas e clínicas de saúde. Para isso, parte dos assentos será retirada e doada para centros esportivos do país.

Estádio Al Bayt

Qatar
© LOC | Fonte: fifa.com

O nome e arquitetura do estádio foi inspirado nas bayt al sha’ar, cabanas usadas pelos povos nômades da região do Qatar e outros países do Golfo Pérsico. Fica localizado na cidade costeira de Al Khor.

O Al Bayt terá capacidade para 60 mil pessoas e será um dos principais palcos da Copa do Mundo. A abertura do Mundial e uma das semifinais, além de outros sete jogos, serão neste estádio.

Estádio Cidade da Educação

Qatar
© LOC | Fonte: fifa.com

O estádio recebeu este nome porque a região de seu entorno é conhecida por suas universidades e por ser um dos principais centros de pesquisas do país. A capacidade de 40 mil pessoas será só na Copa do Mundo. Após o torneio, 20 mil assentos serão retirados e doados para outros estádios do país. O Cidade da Educação receberá oito partidas até as quartas de final. É chamado de “Diamante do Deserto”.

Estádio Al Janoub

Qatar
© LOC | fonte: fifa.com

Este é o primeiro estádio iniciado do zero para a Copa do Mundo e já concluído. Entregue em maio de 2019, o Al Janoub tem capacidade de 40 mil torcedores e, assim como outros palcos do Mundial, terá sua capacidade reduzida após o torneio. O estádio receberá sete partidas e se despede nas oitavas de final da Copa do Mundo de 2022.

Estádio Al Thumama

qatar
© LOC | Fonte: fifa.com

É outro estádio que sediará sete partidas, sendo a última nas oitavas de final do Mundial. Seu design externo foi inspirado no gahfiya, uma touca de crochê tradicionalmente usada por homens árabes. O Al Thumama terá capacidade de 40 mil torcedores na Copa do Mundo.

Estádio Ras Abu Aboud

Qatar
© Others | Fonte: fifa.com

Construído com contêineres de embarcações e assentos removíveis, o estádio é quase como um “Lego” e será totalmente remodelado após a Copa do Mundo, com suas partes enviadas para projetos sustentáveis no país. O Ras Abu Aboud terá capacidade para 40 mil torcedores no torneio.

Estádio Al Rayyan

qatar
© LOC | Fonte: fifa.com

É outro estádio que, segundo a divulgação oficial, tem capacidade para 40 mil pessoas, sendo reduzida pela metade após a realização da Copa do Mundo. O Al Rayyan receberá sete partidas da Copa do Mundo: seis na fase de grupos e mais um das oitavas de final. Foi inaugurado em 18 de dezembro de 2020, exatos dois anos antes da grande final do mundial.

Fonte: https://www.goal.com/br

Espero que vocês gostem, assim como eu de ver tanta organização, modernidade e beleza e acima de tudo a valorização da cultura do país!!   

LEIA TAMBÉM

Selma Cabral
Últimos posts por Selma Cabral (exibir todos)
5 1 vote
Classifique este artigo
Assine
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
Scroll to top
0
Por favor, comente.x
()
x