fbpx

Aparecida – SP

Selma Cabral

Por Selma Cabral


No dia 12 de outubro é comemorado o Dia de Nossa Senhora Aparecida- a Padroeira do Brasil por isso vamos conhecer Aparecida –destino clássico dos fiéis e de turismo religioso no país.

aparecida
Marco Ankosqui – MTUR

A viagem para Aparecida é um clássico roteiro de viagem de fiéis que buscam a intercessão de Nossa Senhora Aparecida ou desejam agradecer pelas graças concedidas. A cidade é o principal destino de turismo religioso do país.

Mas a cidade tem mais detalhes que um viajante que passa por lá pela primeira, segunda, ou terceira vez pode perceber. Não queremos que você perca nada ao visitá-la, principalmente se deseja participar da festa do Dia da Padroeira, 12 de outubro.

Tem vários passeios interessantes para fazer em Aparecida e garantirá ao viajante uma imersão completa no ambiente religioso dedicado à Padroeira do Brasil.

História da imagem da Padroeira

Em 1717, três pescadores saíram para pescar no Rio Paraíba do Sul em uma época difícil. Ao tirarem a rede da água, havia um objeto preso nela. Era a imagem de uma santa, com a cabeça quebrada no pescoço. Jogaram a rede novamente na água e então pescaram a cabeça da imagem. Juntando as partes, os pescadores perceberam que aquela era Nossa Senhora da Conceição.

Após o ocorrido, a pesca foi abundante. Em agradecimento, a imagem da santa foi colocada em um altar. Em razão da sua aparição, a santa começou a ser chamada de Aparecida.

Obs.: o nome da cidade é Aparecida, como foi chamada a santa, e não Aparecida do Norte, como muitos brasileiros costumam chamá-la.

 Quando viajar para Aparecida?

Os dias mais tranquilos para fazer a viagem para Aparecida e visitar suas atrações turísticas é de segunda a sexta em qualquer época do ano. A experiência de fazer a visita com menos romeiros na cidade é diferenciada. Nos finais de semana e feriados, com destaque para os feriados religiosos como Semana Santa e Corpus Christi, a cidade fica bastante cheia.

Mas é preciso lembrar especialmente que 12 de outubro é o dia de Nossa Senhora Aparecida. Por isso, nesta data a cidade costuma ficar muito cheia de romeiros.

Aparecida recebe visitantes durante o ano todo, sendo um dos pontos turísticos mais visitados do Brasil. Para se ter uma ideia, em um ano passam por lá cerca de 12 milhões de visitantes. Para compararmos, o número de visitantes estrangeiros que visita o Brasil durante o mesmo período é de 6 milhões.

Pontos turísticos e atividades:

 O Santuário Nacional de Aparecida:  é um complexo de devoção aonde muitos visitantes vão para pedir a intercessão de Nossa Senhora e pagar promessas. Para ficar mais fácil de você planejar seu roteiro de viagem para Aparecida, vamos separar os pontos turísticos em duas categorias: dentro e fora do Santuário.

A Catedral Basílica de Nossa Senhora da Conceição Aparecida (nome oficial), conhecida como Basílica Nova e maior igreja católica das Américas, possui placas muito bem-posicionadas para orientar o viajante em sua visita.

1. Não deixe de conhecer a Cúpula Central, Capela do Batismo, Capela da Ressurreição, Capela do Santíssimo, Capela de São José.

2. Nicho da Imagem Milagrosa de Aparecida: é o local onde fica a imagem original encontrada pelos pescadores no Rio Paraíba do Sul.

3. Subsolo do Santuário Nacional:

– Sala de Promessas: também chamada de Sala dos Milagres, é o local onde os viajantes podem deixar objetos em retribuição às graças alcançadas com a intercessão de Nossa Senhora. O teto do lugar é revestido por fotos de fiéis que alcançaram suas graças;

– Casa do Pão: a padaria do subsolo possui fabricação própria de vários quitutes. Faz parte de um projeto social do Santuário para profissionalizar jovens em confeitaria e panificação;

– Espaço Devotos Mirins: uma imagem infantil de Nossa Senhora fica exposta no local. Nos feriados e finais de semana acolhe apresentações de teatro para as crianças.

4. Museu Nossa Senhora Aparecida: os 2 primeiros andares da Torre de Brasília são dedicados ao museu. Lá são encontradas imagens, pinturas e outros elementos de devoção mariana nacional relacionados ao patrimônio religioso de Aparecida.

 5. Torre de Brasília: no 18º andar (a 110 metros de altura) da Torre de Brasília há um mirante com vista de 360 graus para parte da cidade de Aparecida e o Rio Paraíba do Sul. Neste mirante há uma linha do tempo que conta a história da Padroeira do Brasil.

6. Campanário: obra de Jubileu Mariano e projeto de Oscar Niemeyer, o campanário possui 13 sinos, sendo 12 em homenagem aos apóstolos. O maior sino é uma homenagem à Virgem Maria e São José.

7. Capela das Velas: esta capela é o único local permitido para acender velas em agradecimento às graças recebidas ou às almas de entes queridos. Um ponto interessante desta construção é que ela possui filtro e exaustor para absorver a poluição causada pela queima da parafina.

8. Memorial da Devoção:

Aparecida

– Cine Padroeira: espaço que conta em um filme de 15 minutos a história da imagem da Padroeira e seus principais milagres após este dia. É usada tecnologia 3D sem óculos.

– Museu de Cera: é um clássico museu de cera, porém sobre religiosidade. Conta com a representação de personalidades como Madre Teresa de Calcutá, Papa Francisco, Papa João Paulo II e o Padre Marcelo Rossi. São 65 estátuas no total e 20 cenários.

– Espaço Devotos Mirins: semelhante ao espaço localizado no subsolo da Basílica, possui 3 cenários e estátuas em resina dos personagens da Campanha Família dos Devotos (história em quadrinhos).

9. Morro do Presépio: o Presépio permanente de Aparecida conta alguns dos momentos da infância de Jesus. O local possui cascata, um lago, pequenas grutas e mirante.

 

10. Missa no Santuário: Confira aqui os horários das missas diárias realizadas no Santuário. Às 18h dos sábados, a missa é especialmente dedicada à Nossa Senhora Aparecida e é seguida de uma bonita procissão ao redor da Basílica.

Aparecida
Marco Ankosqui – MTUR

Visite o Santuário de noite: fora do horário de funcionamento do comércio, a experiência é diferenciada. Lembrando que a Basílica em si, especialmente a Capela do Santíssimo, Capela das Velas e o Nicho da Imagem Milagrosa, funcionam até às 22h.

 Pontos de visita fora do Santuário Nacional de Aparecida

11. Passarela da Fé: Um dos símbolos de Aparecida, a Passarela da Fé tem 390 metros de extensão e leva o visitante de dentro do santuário até a parte externa. Muitos pagadores de promessa costumam atravessar a passarela de joelhos, como agradecimento por graças alcançadas, em uma bela imagem de fé e devoção.

Aliás, percorrer o caminho da fé é outro passeio emocionante no santuário e que pode ser feito saindo de cidades como São Carlos, Cravinhos, Paraisópolis, Águas da Prata, Descalvado, Mococa e Tambaú. Dentre as opções, o trajeto mais curto é o que sai de Paraisópolis.

12. Matriz Basílica de Nossa Senhora Aparecida: Não deixe de visitar a Velha Basílica de Nossa Senhora Aparecida, também conhecida como Matriz Basílica Nossa Senhora da Conceição Aparecida. Após uma longa reforma, o local foi reaberto e está ainda mais bonito. Construída em estilo barroco, a Velha Basílica ocupa o local da primeira erguida em homenagem à Nossa Senhora, em 1745.

Saindo do complexo do Santuário, para chegar até a antiga Basílica, pegue a Passarela da Fé. No total, são apenas 10 minutinhos de caminhada.

13. Teleférico: Se a visão do santuário já é incrível a partir da Dutra, imagine de cima? Essa é a proposta do teleférico, que recebe o nome de Bondinho de Aparecida. Ele é uma das ligações entre o Santuário Nacional e o Morro do Cruzeiro, um dos principais pontos de peregrinação da cidade. Aqui, os fiéis podem ver a representação das 14 estações da Via Sacra.

Aparecida
Marco Ankosqui – MTUR

São 47 cabines que percorrem 1.100 metros, possibilitando uma vista panorâmica do Santuário. Portanto, não deixe de conferir o Bondinho e dar uma esticada até o Morro do Cruzeiro.

14. Morro do Cruzeiro: é neste local onde acontece a tradicional Via-Sacra em cada sexta-feira de Quaresma, reunindo até 5 mil pessoas na Sexta-feira da Paixão. Painéis feitos pelo artista Adélio Sarro representam o caminho percorrido por Jesus antes de ser crucificado.

Aparecida
Marco Ankosqui – MTUR

15. Porto Itaguaçu: é possível fazer um passeio de barco até o local exato onde a imagem da santa foi pescada. Perto do porto ficam a Igreja de São Geraldo e o Mirante das Pedras (com uma imagem da Padroeira de 1,80 metros).

16. Igreja São Benedito: singela igreja próxima ao terminal rodoviário da cidade. Em suas paredes estão anjos esculpidos por Chico Santeiro.

Aparecida
Marco Ankosqui – MTUR

17. Memorial do Redentorista: é um museu em homenagem aos religiosos que já serviram à congregação.

18. Compras e Alimentação – Centro de Apoio ao Romeiro: além das diversas lojas oficiais dentro do próprio Santuário, o Centro de Apoio ao Romeiro possui infraestrutura para receber os visitantes, contando com praça de alimentação, telefones, caixas eletrônicos, fraldário, banheiros, bebedouros e cerca de 380 lojas vendendo artigos religiosos e diversos produtos. É aqui onde você pode tirar dúvidas, pedir informações e retirar folders explicativos.

19. Feira Livre: com mais de 800 barracas, acontece nos finais de semana, em volta do Santuário. Nesta feira é possível encontrar de tudo, não apenas artigos religiosos.

20. Santuário Frei Galvão: em Guaratinguetá, a 13 km da Basílica de Aparecida, é neste Santuário que vão os fiéis para agradecer pelas graças alcançadas com a intercessão do santo e buscar pelas famosas pílulas do Frei Galvão, distribuídas de forma gratuita. A estátua do Frei Galvão em frente ao Santuário foi abençoada pelo Papa Francisco em 2013.

Dicas de viagem para Aparecida: pontos gerais

1. Vá preparado para o calor, mas com roupas adequadas para o ambiente religioso: na viagem para Aparecida, não conte com muitas árvores ou sombras e saiba que a visita pode exigir longas caminhadas. Caso viaje em alta temporada, a multidão de turistas pode obrigar seu roteiro a seguir mais lento e por isso com maior exposição ao sol. Use protetor solar, roupas e sapatos confortáveis e mantenha-se hidratado. Prefira alimentações mais leves. Por fim, não se descuide do frio se viajar durante o inverno.

2. Como se sentar durante a missa: as missas em Aparecida costumam ser bastante cheias e duram cerca de 2 horas. A dica para conseguir um lugar para se sentar é chegar no fim da missa anterior, principalmente se tiver acompanhado de idosos – porque às vezes até mesmo eles terão que ficar em pé.

3. Evite filas ao conhecer a imagem de Nossa Senhora Aparecida: vá até a imagem encontrada no rio durante os horários de missa. Assim, é possível encontrar por lá menor número de visitantes e fazer tranquilamente uma oração ou tirar fotos.

4. Se prepare para caminhar bastante ou se informe sobre o transporte local: em Aparecida, os pontos de visitação não são todos muito próximos uns dos outros. Por isso, se você decidir não ir de carro, este será um ponto importante de seu planejamento. Há, por exemplo, serviço de taxi para trajetos dentro da própria Basílica. Os preços do taxi dentro da cidade são tabelados, não por taxímetro. Os valores são informados no ponto oficial de táxi, em frente ao Centro de Apoio ao Romeiro.

5. Desconto no Museu de Cera ou Cine Padroeira: ao comprar entradas para o teleférico, pergunte por promoções caso compre também entradas para uma das duas atrações.

Aparecida
Marco Ankosqui – MTUR

E para quem não pode ou não quer viajar por se sentir inseguro por conta da Pandemia, todas as cidades, tem suas igrejas e missas nesse dia da Padroeira do Brasil. É só ir à mais próxima de cada um.

Um abraço e até a próxima semana 😊

Selma Cabral

Fonte: https://quickbrasil.org/viagem-para-aparecida/

  LEIA TAMBÉM

Selma Cabral
Últimos posts por Selma Cabral (exibir todos)
0 0 votos
Classifique este artigo
Assine
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
Scroll to top
0
Eu quero saber a sua opinião. Comenta aqui em baixo e vamos discutir esse assunto!!x
()
x