fbpx

Atividade física, 40+ e pandemia

Thaís Medeiros

Por Thaís Medeiros

Atividade física

Nada mais na moda do que o assunto que forçosamente tem nos perseguido há meses. Sim, infelizmente esse é um assunto que se tornou atual todos os dias e que não sai das nossas vidas, dos noticiários e nem das mídias sociais!

A COVID-19 atinge diariamente milhões de pessoas mundo afora, faz cada dia mais vítimas fatais e é a nossa realidade, queiramos nós ou não.

Todos nós mudamos drasticamente nossas rotinas, nos privamos de contato com pessoas queridas e deixamos de fazer inúmeras coisas que faziam parte do nosso dia a dia. Nesse pacote, muitos deixaram as atividades físicas de lado, por necessidade, obrigação e até receio. 

Notícias muitas vezes sem embasamento algum surgiam diariamente, prejudicando o conceito dos exercícios e causando pânico em quem gostaria de praticá-los.

O fato é que poucas são as informações que esclarecem de fato o que é bom ou ruim, quem pode ou não fazer os exercícios, como, onde e porque eles devem ser feitos e, principalmente, quais os riscos que a prática de atividades físicas diante da COVID-19.

Ficaria dias, aqui, escrevendo muitas coisas sobre esse assunto, mas, resumidamente, entendam: qualquer que seja a condição do que você escolher fazer, se estiver fora dos parâmetros estabelecidos pela OMS, trará riscos à saúde. Não é porque são exercícios e, sim, pelo que se coloca em risco!

A atividade física, ao contrário do que muitos acreditam (sem nem ao menos se dar ao trabalho de pesquisar a respeito), pode trazer muitos benefícios para o sistema imunológico, fortalecendo-o e até mesmo prevenindo um possível contágio. 

Pessoas com faixas etárias acima dos 40 anos, idade que muitas vezes vem acompanhada de disfunções que as deixam em grupos de risco, devem somente tomar um cuidado maior, porém, não é necessário deixar de praticar suas atividades.

No entanto, como qualquer outra atividade que queiramos praticar, como passeios, viagens, compras em mercados, etc, deve ser realizada com segurança! Isso nada mais é do que tomar as medidas de prevenção e respeitar o próximo, lembrando sempre que não habitamos este mundo sozinhos!

Portanto, pratique sim atividades físicas, faça exercícios diariamente, busque alternativas para se manter ativo(a). Não são os exercícios que vão fazer você correr mais riscos e sim a imprudência das pessoas. Opte por locais arejados, que sigam os protocolos de higienização e distanciamento, e que, principalmente, tenham acompanhamento de profissionais qualificados e preocupados com VOCÊ. 

Afinal, se cada um fizer a sua parte, todos estaremos um pouco mais seguros!

LEIA TAMBÉM

Thais Medeiros
0 0 vote
Classifique este artigo
Assine
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
Scroll to top
0
Eu quero saber a sua opinião. Comenta aqui em baixo e vamos discutir esse assunto!!x
()
x